Professores avaliam positivamente disciplina EMRC apesar de constrangimentos com horários

Cidade da Praia, 15 Fev (Inforpress) – Os professores da Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) fizeram hoje uma avaliação “positiva” do ensino da disciplina nas escolas embora consideram haver ainda constrangimentos no que respeita à elaboração dos horários.

“Partilhamos algumas experiências positivas de algumas escolas, embora consideramos haver constrangimentos que passam pela elaboração do horário, pelo que estamos a analisar uma forma de ultrapassar estas dificuldades”, disse à Inforpress a coordenadora da comissão de apoio a EMEC, Teresa Fernandes, após o encontro que reuniu na cidade de Assomada, professores da Praia e de Santa Catarina.

Segundo aquela responsável, para que a disciplina, que ainda é optativa e que se deve inscrever no acto da matrícula, funcione na normalidade, tem de haver facilitação de algumas condições por parte do Ministério da Educação.

Isso porque, explicou, a disciplina de EMRC para estar mais presente no currículo do sistema de ensino deve funcionar e ter seu horário organizado e não que os professores fiquem à “espreita” que haja buracos nos horários para poder dar aulas.

“Se pensamos que se trata de uma disciplina que trabalha valores e aspectos comportamentais deve ser respeitada”, observou.

Além de analisar estes aspectos da disciplina, o encontro dos professores de EMRC da Praia e de Santa Catarina serviu também para se fazer um balanço a meio percurso, analisar as actividades pedagógicas, os principais desafios e dificuldades e apresentar propostas de melhoria.

Neste encontro, disse Teresa Fernandes, foi ainda apresentado e “socializado” um plano de acção para 2021 para que a coordenação da EMRC possa saber que escolas vão ter essa disciplina, assim com o plano se alargamento da disciplina para o 3º ano, 7º ano e 11º ano.

A Igreja Católica, ao abrigo do Acordo entre o Estado de Cabo Verde e a Santa Sé, acordou com o governo a introdução da disciplina Educação Moral e Religiosa Católica em 13 escolas públicas, sendo oito do ensino básico e cinco do ensino secundário, no ano lectivo 2019/2020.

O encontro de formação é da responsabilidade da Igreja Católica que orienta o ensino da disciplina de EMRC, tendo em conta o seu caráter específico, na elaboração e revisão dos programas da disciplina e na elaboração e edição das ferramentas didático-pedagógicas destinados a alunos e professores.

No ano lectivo 2019/2020 a EMRC contempla 2.417 estudantes, sendo 1.266 em Santa Catarina de Santiago e 1.151 na Praia.

PC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos