Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Processo de privatização da Electra já iniciou e Governo prevê a sua conclusão em 2019 – Olavo Correia

Cidade da Praia, 16 Jan (Inforpress) – O processo de privatização da Electra já iniciou e o Governo prevê a sua conclusão em 2019, garantiu hoje na Cidade da Praia, o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia.

Em declarações à imprensa durante uma visita a uma empresa da capital, Olavo Correia informou que neste momento está a decorrer um estudo que visa identificar o modelo de negócio que se pretende para a empresa de electricidade e água.

“O processo já está avançado, mas vai demorar alguns meses. Temos uma empresa especializada que está a ajudar na montagem do modelo de negócio. Após  apresentação do estudo o Governo vai analisar a proposta técnica e, em função disso, vai tomar uma decisão”, disse o ministro.

Segundo Olavo Correia, a Electra não pode continuar como está. “Não podemos continuar com uma empresa que tem 30 por cento (%) de perdas técnicas e comerciais e quem paga são os contribuintes. Tem de ser mudada e essa mudança não passa apenas pela administração. Essa mudança passa pelo modelo de negócio”.

“Com estas perdas significa que em cada 100% que produz, 30% vai para o lixo. Assim essa empresa não pode ser rentável. Quem paga esta factura somos nós e as empresas”, salientou.

O governante disse também que Cabo Verde não pode continuar a ser um país com o custo de energia mais cara do mundo.

“É preciso mudar isso rapidamente porque não temos 10 anos para o fazer”, afirmou, acrescentando que o Estado está a trabalhar no sentido de facilitar aos cidadãos o acesso à água e energia de qualidade para todos.

Para que isso aconteça, informou que o Governo vai reestruturar a Electra e fazer o investimento para que todos tenham acesso à energia e água de qualidade, em bom preço e para que todos paguem também.

JL/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos