Primeiro-ministro garante estarem mobilizados já 720 mil contos para o programa Start-up Jovem

 

Porto Novo, 17 Ago (Inforpress) – A Proempresa, o instituto de apoio e promoção empresarial, tem já mobilizado, através dos bancos em Cabo Verde, um montante de 720 mil contos para o programa Start-up Jovem, que começa a ser implementado no país em Setembro.

O primeiro-ministro, que presidiu ao acto de lançamento do programa Start-up Jovem, esta quarta-feira, no Porto Novo, Santo Antão, confirmou que esse valor já está mobilizado através da banca pelo que, já a partir de Setembro, os jovens já vão poder aceder a esta iniciativa.

“Os jovens que estejam interessados em serem empreendedores devem contactar a Proempresa ou aceder à plataforma informática, que será lançado em breve, e aceder ao crédito junto dos bancos”, explicou o chefe do Governo, que hoje preside aos mesmos actos no Paul e Ribeira Grande.

Este programa, que começa a ser executado no dia 04 de Setembro, destina-se a jovens na faixa etária dos 18 aos 35 anos que queiram recorrer a um crédito para desenvolver um negócio, mediante uma taxa de juro de 08 por centro (%), bonificado pelo Estado em 50 por cento (%).

Ainda no Porto Novo, foi lançado o programa Fomento em Micro Empreendedorismo que, assim como o Start-up, constitui uma oportunidade de financiamento, em condições vantajosas, para aqueles que queiram  ser empreendedores, segundo Ulisses Correia e Silva.

O primeiro-ministro deslocou-se, esta quarta-feira, a Santo Antão para o lançamento dos dois programas e encontros com os operadores económicos.

Os dois programas foram já lançados, além de Santo Antão, no Mindelo, Cidade da Praia e em Santa Catarina de Santiago, segundo Marco Aguiar, presidente da Proempresa, que tem um plano de divulgação desses programas em todo território nacional.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos