Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Primeiro-ministro encoraja instituições a “salvar vidas” dos jovens com problemas de álcool e drogas

Cidade da Praia, 27 Jan (Inforpress) – O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, manifestou hoje o seu “reconhecimento” pelo trabalho desenvolvido pela Tenda El-Shaddai e Fazenda Esperança e encorajou-os a prosseguirem a “salvar vidas” dos jovens com problemas de alcoolismo e drogas.

Ulisses Correia e Silva fez essa consideração na cerimónia de condecoração com medalha de Mérito Altruístico, esta tarde, às instituições Fazenda Esperança e Tendas El-Shaddai por desempenharem um papel importante na recuperação de jovens.

“É merecida pelo trabalho que vêm desempenhado, pelo que, mas do que reconhecimento, esta condecoração é um estímulo e incentivo pela boa causa que salva vidas e serve de esperança a muitos”, disse, focando no trabalho realizado por estas instituições que deixa todos quantos os visitam muito “tocado”.

Por este motivo, o primeiro-ministro disponibilizou todo o apoio do Governo para que este tipo de trabalho continue a acontecer para o bem dos jovens.

O Governo atribuiu atribuiu  uma pensão a Honório Fragata e apoio a Tenda El-Shaddai, projecto de recuperação criado por Honório Fragata, enquanto a Fazenda Esperança ofereceu o complexo de São Jorginho para que o padre Ronaldo Bernardo possa erguer uma Fazenda de Esperança para as meninas.

Após isso, o governante prometeu continuar a visitar outras instituições privadas e públicas que fazem o mesmo trabalho para estimular e condecorar e informou existir no sector da educação ofertas de formação profissionais e programas de empreendedorismo para ajudar os recuperados e apoiar as instituições na formação dos jovens.

Por sua vez, Honório Fragata, que fez uma resenha sobre o percurso da sua vida e a sua gratidão para com Cabo Verde, realçou que o seu regresso, após formar no Brasil, foi para pagar a dívida que tinha para com este arquipélago que o ajudou a vencer o vício.

“Em vinte cinco anos de serviço, quero dar mais e melhor para ajudar os que necessitam dar combate a um vício”, disse, observando que nestes anos todos passaram por Tenda El-Shaddai cerca de três mil pessoas.

Já o padre Ronaldo Bernardo, ao fazer o seu agradecimento pelo reconhecimento, começou por glorificar a “Deus e o amor”, pois, sublinhou, sem Ele não se pode ajudar e nem salvar.
No seu discurso, lembrou também dos que com o seu acto de voluntariado fazem com que seja possível ajudar.

“Concretizar Fazenda Esperança para as meninas é um desejo de muito tempo, pelo que vamos tentar juntar forças para dar corpo a este projecto”, realçou, apelando a todos quanto podem a ajudar neste projecto.

A “Fazenda da Esperança” foi inaugurada a 28 de Janeiro de 2018, pelo Bispo da Diocese de Santiago, o Cardeal Arlindo Furtado.

PC/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos