Primeiro-Ministro diz que Governo está a fazer “bons investimentos” para economia de Santo Antão 

Ribeira Grande, 23 Jul (Inforpress) – O primeiro-ministro, José Ulisses Correia e Silva, considerou hoje, na Ribeira Grande, que o Governo está a fazer “bons investimentos, impactantes” na economia de Santo Antão, que ascendem a mais de um milhão de contos.

Em declarações à Inforpress, no final da sua visita de quatro dias à ilha de Santo Antão, o chefe do Governo disse que leva boas impressões daquilo que está a ser feito e “um sentimento de confiança na ilha”.

“Estamos a fazer bons investimentos, impactantes na economia e na vida das pessoas, desencravando uma parte importante dos três concelhos, criando condições de acesso à água e à sua mobilização para que a agricultura seja feita em melhores condições”, pontuou o governante.

Ulisses Correia e Silva acredita que todo esse investimento tem impacto nos custos da produção e da água para os agricultores.

“A nossa intenção é que todos os furos existentes possam ser equipados com energia solar, bem como continuar a investir fortemente na rega gota-a-gota porque quanto mais se utilizar mais poupamos e mais eficiente é a produção”, frisou o primeiro-ministro.

O governante acentuou ainda que os investimentos que estão a ser feitos na requalificação urbana e ambiental transformam os bairros e localidades e criam atractividades, “porque as pessoas sentem-se bem quando são bem tratadas, cuidadas, e o bonito atrai novos residentes e investimentos. Tudo tem a ver também com a dinâmica económica”.

“São investimentos que vão ter impacto particularmente com a nossa diáspora. Sei que os emigrantes fazem construções nos concelhos, nas localidades onde nasceram e cresceram e muitas vezes há dificuldade de acesso, o que é um problema quer para a construção de habitações quer para a actividade económica”, disse Ulisses Correia e Silva, justificando que, por isso, o Governo está “a criar condições para novos investimentos que passam pelo desencravamento das localidades”.

Para o primeiro-ministro “tudo o que está a acontecer em Santo Antão está a ter o impacto que o Governo pretendia”.

“Queremos continuar a desenvolver Santo Antão porque ela tem todas as condições para ser uma ilha com boa capacidade de produção agrícola, mas também com uma oferta turística diferenciada, mais virada para o ecoturismo que é uma nova fase de procura de um turismo muito mais ligado à natureza”, salientou.

LFS/HF//CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos