Primeiro-ministro destaca importância dos centros de recuperação de jovens em Cabo Verde

Cidade da Praia, 02 Fev (Inforpress) – O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, destacou hoje o “importante” papel dos centros de recuperação dos jovens em Cabo Verde, realçando investimentos do Governo com um “retorno social muito alto”.

Ulisses Correia e Silva fez esta consideração à imprensa, à margem das visitas que realizou hoje a comunidades terapêuticas, na Cidade da Praia, para ouvir os internos e inteirar-se da situação em que se encontram.

Na ocasião o governante explicou que a visita serviu para dar visibilidade às boas actuações que os centros têm feito, entidades públicas, privadas, organizações não governamentais, com um “trabalho meritório” de recuperação de jovens para a vida.

Conforme apontou, os dados mostram que muitos jovens entram na vida do consumo abusivo de álcool e de outras drogas, psicoativas, mas graças aos trabalhos e programas das comunidades terapêuticas muitos têm sido recuperados.

De acordo com o chefe do Executivo, através do Ministério da Saúde e o da Inclusão Social, os centros têm recebido apoios, avançando, particularmente, que na Comunidade Terapêutica da Granja de São Filipe estão a ser feitas intervenções para melhorar as instalações.

Por outro lado, falou também da questão da integração dos internos que se recuperam, sublinhando que todo o investimento que se faz a nível destes programas tem um retorno social muito alto.

“É importante atacar as causas que levam os jovens a essas escolhas, por exemplo, e a lei do álcool, que está fazendo seu caminho, com impacto muito positivo, mas é necessário a prevenção e o trabalho social muito forte, de forma a reduzir os riscos”, assinalou.

Já a directora da Comunidade Terapêutica da Granja de São Filipe, Zânia Silva, explicou que a instituição teve alguma dificuldade com as chuvas que afectou um pouco o funcionamento do centro, mas também com a covid-19, houve necessidade de reconstruir a comunidade dando apoio, dentro do processo de isolamento.

Segundo a mesma, quanto à questão de recuperação o processo tem corrido bem, sendo que neste momento registam poucos casos de recaídas, fruto também do trabalho que se tem feito pós-tratamento.

Ulisses Correia e Silva visitou o Remar, a Comunidade Terapêutica da Granja de São Filipe e a Casa de Reabilitação Mente Sã.

HR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos