Primeiro-ministro congratula-se com a subida de Cabo Verde no ranking da liberdade de imprensa

Cidade da Praia, 20 Abr (Inforpress) –  Ulisses Correia e Silva congratulou-se hoje com a subida de Cabo Verde no ranking da liberdade de imprensa e promete que o Governo continuará a criar todas as condições e a promover medidas que asseguram a liberdade.

Num post publicado na sua página do Facebook, o primeiro-ministro garante que o seu executivo vai igualmente trabalhar no sentido de assegurar não só a liberdade, mas também a “independência dos jornalistas e da comunicação social pública e privada cabo-verdiana”.

O relatório divulgado pelos “Repórteres Sem Fronteira” (RSF) aponta que o panorama mediático em Cabo Verde, país que ocupa o 25º lugar, é dominado pela imprensa estatal cujos funcionários directivos estão nomeados directamente pelo Governo, incluindo o principal canal de televisão, TCV, e a Rádio de Cabo Verde (RCV), ajuntando que ainda que o seu conteúdo não seja controlado, a “prática da auto-censura é generalizada”.

O documento destaca que a RCV quer impor aos jornalistas um código de ética e conduta incluindo várias clausulas que limitam a liberdade de expressão dos jornalistas nas redes sociais.

O desenvolvimento da mídia privada é limitado por um pequeno mercado de publicidade e pela ausência de subsídios para os operadores de audiovisual, indicando que a geografia do arquipélago também dificulta a distribuição da imprensa e dos meios de transmissão em todas as ilhas.

LC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos