Primeira semana do sector privado em Cabo Verde inicia com visitas do primeiro-ministro às várias empresas

 

Cidade da Praia, 17 Abr (Inforpress) – O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, iniciou hoje uma série de visitas às empresas privadas com o propósito de dialogar com o sector sobre as formas de se conseguir uma “efectiva” melhoria do ambiente de negócios em Cabo Verde.

Na manhã de hoje, o chefe do Governo, acompanhado do presidente da Câmara de Comércio, Indústria e Serviço de Sotavento (CCISS), Jorge Spencer Lima, esteve nas empresas Tecnicil Indústria, Inpharma e Prime, devendo à tarde visitar a empresa de refrigerantes Céris, a Importex e Irmãos Correia.

As visitas se enquadram na primeira semana do sector privado em Cabo Verde, que está a ser promovida pelo Governo em parceria com os representantes dos empregadores e da Câmara de Turismo, e que deverá culminar com a realização da IV reunião Conselho Nacional de Desenvolvimento Empresarial, a ter lugar no dia 24.

As visitas têm como propósito entender o ambiente em que as empresas operam e saber como conceber políticas públicas adequadas visando a sua alavancagem económica, financeira e comercial e, de acordo com Ulisses Correia e Silva, acontecem nesse momento precisamente para que sirvam como uma antecâmara da reunião do Conselho.

“Nós definimos metas muito ambiciosas para o país e para governação em termos de crescimento económico e em termos do emprego e a via de conseguir não é através da função pública, nem do Estado no seu sentido mais abrangente, mas via empresas”, sustentou.

Por isso, a intenção do Governo é de criar as condições para que o ambiente de execução de investimentos e a criação de novas empresas seja favorável, quer a nível fiscal, do financiamento e quer a nível da unificação do mercado, através d a melhoria dos transportes.

“Na reunião do Conselho Nacional vamos tornar as coisas muito concretas. Não vai ser apenas um momento de discurso, mas de concretização. Protocolos vão ser assinados relativamente à transferência de competências em áreas que nos parecem ser melhores executadas através do sector privado e da sua representação”, disse apontando para questão do licenciamento industrial.

Ulisses Correia e Silva garantiu que o Governo está interessado em trabalhar de uma forma muito próxima com as empresas industriais e exportadoras, mas também daquelas que exportam serviços.

“Se tiverem necessidade de incrementar, de aumentar as suas exportações, queremos saber o que esperam do Estado e vão ter respostas positivas relativamente aquilo que possam ser as condições para que esse aumento da exportação possa ser realidade”, disse.

A primeira semana do sector privado em Cabo Verde prossegue terça-feira, 18, com visitas às várias empresas das áreas transversais como a indústria, o comércio, os serviços, a hotelaria e o turismo, na ilha do Sal, seguido de São Vicente.

MJB/CP

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos