Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Primeira das três casas de acolhimento e recuperação de toxicodependentes será inaugurada em Agosto

 

Cidade da Praia, 15 Abr (Inforpress) –  A primeira das três casas de acolhimento e recuperação de toxicodependentes deve ficar pronta em Agosto próximo, na localidade de Trindade, ilha de Santiago.

Segundo o site da Diocese de Santiago, as obras da construção da Fazenda em Cabo Verde já se iniciaram e deverão ficar concluídas dentro de um ano. Para o efeito, está no país um grupo de missionários da Fazenda Esperança, uma iniciativa fundada no Brasil para a recuperação de pessoas toxicodependentes.

“O grupo já está dando passos para em breve abrir em Cabo Verde um espaço para acolher pessoas vítimas da toxicodependência, um dos flagelos que muito tem afectado famílias e a sociedade cabo-verdiana”, escreve o site da Diocese.

O projecto, que conta com o aval da Câmara Municipal da Praia, deverá acolher inicialmente 42 pessoas.

As primeiras casas de recuperação vão ser construídas no município da Praia, mas posteriormente o projecto poderá chegar a todas as outras ilhas do país.

O padre brasileiro, Vinicius Gouvea, coordenador do projecto, em entrevista ao site que a Inforpress vem citando, defende que o primeiro ano será de “inculturação, ir ao encontro das pessoas” para poder levar a possibilidade de uma “vida nova às famílias que sofrem em silêncio ou têm vergonha de contar ou não sabem a quem recorrer”.

Neste momento, encontra-se em Cabo Verde um casal brasileiro que, durante um ano, vai prestar serviço gratuito e voluntário no quadro da Fazenda a nascer no arquipélago.

À semelhança de várias famílias, o empresário José Manuel Soares Picanço e a bancária Maria Helena Leão do Canto, ambos aposentados, experimentaram na pele durante vários anos a dor, o sofrimento de ter no seio da família um membro viciado em drogas. O filho do casal era toxicodependente e acabou por trazer diferentes problemas à família, sobretudo aos pais.

Para Maria Helena, o casal abraçou a causa para “servir com amor, porque quem não ama não faz isso”.

Ela acredita que o trabalho que será desenvolvido em Cabo Verde “vai ser muito bonito” e destaca a importância do apoio da Igreja Católica na pessoa do Cardeal Dom Arlindo, Bispo da Diocese de Santiago, que convidou a Fazenda a vir a Cabo Verde e tem dado todo o apoio possível.

Este projecto conta com o apoio financeiro da Conferência Episcopal Italiana (CEI).

Fazenda da Esperança é um centro de recuperação de pessoas dependentes químicos que nasceu há cerca de trinta e quatro anos no Brasil. O projecto teve origem partir de um jovem de 18 anos chamado Nelson que um dia, “motivado pela palavra de Deus”, se aproximou de um grupo de jovens toxicodependentes e através do seu amor e motivado por um pedido de ajuda ”se fez um com os outros” sem cobrar nada e nem falar em conversão

O flagelo da toxicodependência é universal e Cabo Verde não foge a essa realidade.

LC/FP

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos