Primeira-dama considera que a situação das trabalhadoras domésticos tem vindo a melhorar

Cidade da Praia, 24 Jul (Inforpress)- A primeira-dama, Lígia Fonseca, considerou hoje que a regulamentação sobre o trabalho doméstico em Cabo Verde tem contribuído para a melhoria da situação desta classe no país.

A constatação foi feita por Lígia Fonseca, esta tarde, na Praia, momentos antes de presidir à uma conversa aberta com a Associação de Trabalhadores Domésticos de Cabo Verde, para assinalar o Dia Internacional do Trabalho Doméstico, celebrado a 22 de Julho.

“Neste momento e nos últimos tempos, a situação tem vindo a melhorar, no Código Laboral, já há uma regulamentação expressa sobre o trabalho domestico e com acesso à segurança social. Isso representa uma grande melhoria para estes trabalhadores”, constatou.

Com a criação da Associação de Trabalhadores Domésticos de Cabo Verde, sublinhou que este grupo tem vindo a fazer um grande trabalho de divulgação dos direitos dos trabalhadores domésticos, que para a primeira-dama, tem os mesmos direitos que qualquer outro trabalhador.

Para Lígia Fonseca, o direito a férias e descanso semanal são direitos consagrados e respeitados por todos, mas que, “infelizmente” , neste sector existe uma certa dificuldade em fazer compreender e cumprir.

A lei permite que uma parte das férias sejam vendidas em troca de salários e muitas delas fazem isso porque o salário é pouco, mesmo que corresponda ao rendimento mínimo muitas famílias preferem trocar”, afirmou a primeira-dama que disse que o descanso semanal e direito às férias são muito importantes e devem ser preservados para a saúde e o bem-estar das famílias e dessas trabalhadoras.

AV/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos