Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidentes russo e turco procuram apaziguar relações entre dois países rivais

Sochi, Rússia, 29 Set (Inforpress) – O Presidente russo, Vladimir Putin, recebeu hoje o seu homólogo turco, Recep Erdogan, para discutir as difíceis relações entre Moscovo e Ancara, duas potências rivais cujos líderes procuram agora entender-se.

“Às vezes, as negociações não são fáceis, mas terminam com um resultado positivo. Os nossos serviços aprenderam a encontrar compromissos favoráveis para ambas as partes”, disse Putin, quando recebeu Erdogan na sua residência de verão, em Sochi, nas margens do mar Negro.

“Acho que é uma grande vantagem, o facto de a Turquia e a Rússia continuarem a fortalecer as suas relações”, acrescentou Erdogan, que se tem encontrado regularmente com o líder russo, nos últimos anos, quando os dois países mantêm relações complexas divididas entre rivalidades regionais e interesses económicos e estratégicos comuns.

Na Síria, os dois países estão envolvidos em confrontos, apoiando campos opostos, tal como na guerra entre a Arménia (próxima de Moscovo) e o Azerbeijão (que conta com o apoio de Ancara).

“A paz (na Síria) depende das relações entre a Turquia e a Rússia”, observou o líder turco.

As negociações entre os dois presidentes ocorrem no meio de uma escalada nos ataques aéreos contra as posições das milícias da oposição ao regime sírio, apoiadas pela Turquia no norte da Síria e especialmente na província de Idlib.

No ano passado, a Turquia e a Rússia chegaram a um acordo de cessar-fogo que interrompeu por três meses uma ofensiva do Governo sírio em Idlib que fora inicialmente apoiada pela Rússia e que matou centenas de civis e deslocou quase um milhão de pessoas.

Mas, ao mesmo tempo, os dois países têm-se aproximado diplomaticamente, graças às tensões entre Moscovo e o Ocidente e às relações cada vez mais delicadas entre Ancara e os seus aliados da NATO.

Recentemente, a Turquia decidiu comprar um sistema de defesa anti-aérea a Moscovo, o S-400, que Washington classificou como uma provocação, deixando de prestar ajudar na formação de pilotos para os aviões que Ancara tinha adquirido aos Estados Unidos.

Ancara e Moscovo também têm importantes interesses económicos comuns, particularmente no turismo e na exportação de alimentos, e Putin salientou a importância da Turquia quando, em 2020, inaugurou o gasoduto TurkStream, que transporta gás russo através desse país e do mar Negro para a Europa.

No encontro de hoje, Putin aproveitou para aconselhar Erdogan a voltar a vacinar-se contra a covid-19 com a preparação russa Sputnik V.

“Passei um dia inteiro com uma pessoa infetada e não adoeci”, disse Putin, durante uma conversa informal com Erdogan, no final da sua reunião em Sochi.

Erdogan respondeu ao seu homólogo russo que já tinha recebido uma terceira dose da vacina, sem especificar o nome do medicamento.

Inforpress/Lusa/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos