Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidente do Instituto Tecnológico da CV Digital destaca “papel importante” das mulheres nas TIC (c/vídeo)

Cidade da Praia, 22 Abr (Inforpress) – A presidente do Instituto Tecnológico da CV Digital, Elcelina Silva, considerou hoje que as mulheres sempre estiveram na “linha de frente” na área das TIC, defendendo a necessidade de apoiar o empreendedorismo feminino neste sector.

A também docente e investigadora da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Cabo Verde falava à Inforpress, no âmbito do Dia Internacional das Mulheres nas TIC, que se celebra anualmente na quarta quinta-feira de Abril.

“Desde o aparecimento da internet, em 1991, as mulheres sempre estiveram na linha da frente nesta dinâmica da inovação”, disse, ressaltando a linguagem da programação e wifi, criada por mulheres.

Também em Cabo Verde, as mulheres sempre estiveram avante, realçou, lembrando que foi uma mulher que liderou a antiga Agência Nacional das Comunicações (ANAC).

No arquipélago, é pela quinta vez que se assinala esta efeméride, com o mérito ainda de ser o primeiro País PALOP a celebrar esta data, integrando a lista de comemoração dos países da CEDEAO.

Passados os cinco anos, a presidente da CV digital, Elcelina Silva, destacou os ganhos conseguidos até agora, de entre os quais, o de uma maior sensibilização da comunicação social, das universidades e demais instituições, promovendo mais a visibilidade das mulheres neste sector.

Por outro lado, a docente apontou os desafios que ainda as mulheres desta área enfrentam, dos quais destacou a necessidade de ter um maior equilíbrio de género no que diz respeito, sobretudo, à empregabilidade.

Porque, conforme admitiu, a sociedade em que se vive ainda é “muito” machista, pelo que, afiançou, necessita-se de trabalhar neste sentido para que haja mais equidade de género.

“Nós temos uma sociedade machista, se calhar no comportamento dos líderes e das instituições precisamos melhorar, há relatos de mulheres de coisas que acontecem, que me levam a crer que precisamos de mudar o comportamento dos líderes e das instituições”, frisou Silva.

Outro desafio a vencer, apontou a responsável, prende-se com a necessidade de se “empoderar mais” as mulheres nas TIC no sector do empreendedorismo tecnológico.

No entanto, referindo-se ainda sobre a colocação das mulheres cabo-verdianas nas TIC, a presidente do Instituto Tecnológico da CV Digital diz acreditar que em Cabo Verde não há muitas “discrepâncias” em termos do acesso ao emprego, admitindo que existem igualdade de oportunidades para os géneros.

Segundo Elcelina Silva, o que tem sido uma preocupação é o facto de haver mais mulheres no sector das TIC, de forma a diminuir o desemprego, defendendo que, não obstante o género, cada um deve ser livre para escolher que caminho seguir.

TC/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos