Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidente do INSP destaca importância da lavagem regular das mãos na prevenção de doenças e infecções

Cidade da Praia, 15 Out (Inforpress) – A presidente do INSP afirmou hoje que a lavagem das mãos com água e sabão assume cada vez mais uma importância fundamental para a prevenção de doenças e infecções tanto no contexto da pandemia como de outras doenças.

A presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP), Maria da Luz Lima, fez estas declarações em entrevista à Inforpress, no âmbito do Dia Mundial da Lavagem das Mãos, que se assinala hoje sob o lema “o nosso futuro está nas mãos – avancemos juntos”.

De acordo com este responsável, a celebração da efeméride serve para reforçar e apelar a todos na mobilização de recursos e na criação de condições para garantir e promover a prática da lavagem das mãos.

“A prática da lavagem das mãos com água e sabão é um acto fundamental para evitar o transporte de doenças para o organismo humano, uma vez que as mãos são uma grande fonte de transmissão das doenças. Por isso é importante lavar as mãos, principalmente, antes de se alimentar e preparar alimentos, após usar a casa de banho, brincar com animais e manusear o lixo antes e após cuidar de ferimentos e visitar pessoas hospitalizadas”, disse.

Defendeu a necessidade de a prática da lavagem regular das mãos estar incorporada no dia de todas as pessoas e classes sociais, lembrando que uma grande percentagem de doenças que são transmitidas pela não lavagem das mãos podem ser perfeitamente evitadas.

“A lavagem das mãos ajuda na remoção de sujidade, suor, oleosidade, pêlos, células, interrompendo a transmissão de infecções veiculadas pelo contacto, prevenção e redução das infecções causadas pelas transmissões cruzadas”, explicou.

Para a presidente do INSP, o acto de lavar as mãos é uma prioridade, para os dias actuais e para o futuro, e a prevenção é sempre prioritária. Lavar as mãos é uma das melhores formas da pessoa proteger-se das doenças e, realçou, a covid-19 veio realçar a importância da lavagem das mãos.

“Desde o início da pandemia que se fala na importância da lavagem das mãos para reduzir o risco de transmissão do vírus da Sars-Cov 2. Estamos a ter uma diminuição de casos mas isso não quer dizer que as medidas preventivas, sobretudo a lavagem das mãos, deva ser abandonada ou reduzida, tem que continuar com a mesma sequência para mantermos o impacto deste acto”, salientou.

Maria da Luz Lima informou que o INSP tem promovido, anualmente, acções de sensibilização sobre a importância da lavagem das mãos para chamar a atenção da população sobre a importância da lavagem das mãos, actividades nas comunidades e escolas e entre outras acções.

O Dia Mundial da Lavagem das Mãos celebra-se a 15 de Outubro, desde 2008, Ano Internacional do Saneamento, com o objectivo de motivar as pessoas a lavarem as mãos com água e sabão, com frequência, para prevenir doenças, sobretudo nas crianças.

A data surgiu como meio de combater a mortalidade infantil: o pequeno gesto de lavar as mãos com água e sabão reduz a taxa de mortalidade infantil derivada de diarréias e de infecções respiratórias (elas matam anualmente mais de 3,5 milhões de crianças com menos de 5 anos).

CM/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos