Presidente do CSMJ recomenda mãos “fortes” e fundamentos “sólidos” no caso Alex Saab (c/áudio)

Cidade da Praia, 18 Set (Inforpress) – O presidente do Conselho Superior de Magistratura Judicial (CSMJ), Bernardino Delgado recomendou hoje os juízes com o caso Alex Saab em mãos a serem “fortes” em termos de fundamentos sólidos e a não se deixarem “penetrar” pela pressão.

Bernardino Delgado fez essa advertência em declarações à imprensa quando convidado pelo jornalista a falar sobre o caso Alex Saab.

Conforme aquele magistrado, o CSMJ não pode intervir no processo nos tribunais em salvaguarda da independência dos tribunais.

“A independência dos tribunais e dos juízes é um activo do sistema judicial cabo-verdiano que deve ser preservado, apesar de todo o vendaval de pressões que temos assistido no que diz respeito a este caso”, acrescentou.

Bernardino Delgado, que considera o caso Alex Saab como um caso “mediático”, realçou que nestes casos há sempre a tentação para haver pressão, mas diz estar em querer que os juízes cabo-verdianos que vão decidir sobre o mesmo estarão “imunes” à pressão existente.

Por isso, garante que no processo os juízes vão decidir com independência.

Alex Saab Morán foi detido no dia 12 de Junho, na ilha do Sal, e aguarda desde o dia 16 de Julho o final do processo de extradição para os Estados Unidos.

PC/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos