Presidente da República defende implementação de políticas de ordenamento do território mais “firmes” e “contínuas”

Cidade da Praia, 17 Set (Inforpress) – O Presidente da República destacou hoje os investimentos em requalificação urbana feitos na capital do País, defendendo, entretanto, a implementação de políticas de ordenamento do território mais “firmes” e “contínuas”, e políticas sociais mais “ousadas”.

O Chefe do Estado cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, fez estas afirmações em declaração à imprensa, à margem de uma visita que efectuou às zonas do município da Praia mais afectadas pelas últimas chuvas.

O Presidente da República mostrou-se solidário com o Governo e as autoridades municipais na procura de soluções, considerando que essas chuvas impõem um trabalho de prevenção que passa por várias vertentes, cada vez mais “persistente” e “determinado”.

“Essa prevenção passa por várias vertentes, como a contenção de migrações internas, implica políticas de alternativas para as pessoas terem meios de subsistência e de rendimento, politicas mais firmes de proibição de construção de casas nas encostas e linhas de água”, afirmou, alertando às autoridades que é preciso agir rapidamente e criação de mapeamento do terreno das localidades para tentar acudir e prevenir do perigo em caso de mais chuvas abundantes.

Apontou o problema de ordenamento de território como um grande desafio para o município da Praia, não obstante as melhorias registadas, tendo frisado que há um conjunto de problemas para as quais tem de haver soluções e uma articulação permanente entre o poder central e poder municipal.

“O problema de ordenamento do território é um grande desafio, há melhorias, muito foi feito em termos de requalificação urbana, calcetamentos, obras de drenagem (…). O esforço deve ser seguido de obras de drenagem, de contenção das construções nas encostas, campanhas de limpezas permanentes nas encostas”, asseverou.

Para Jorge Carlos Fonseca, os sucessivos governos têm que levar em conta o estado de desenvolvimento do País e da cidade da Praia, defendendo que é preciso dar um salto e adoptar políticas e investimentos que reforcem coesão social e ajudam no combate a miséria e pobreza extrema.

Lamentou, por outro lado, a morte de uma criança da localidade de Pensamento nas enxurradas, sublinhando que esta situação poderá servir de encorajamento sobre a necessidade de consciencialização dos poderes políticos de se trabalhar cada vez mais para transformar a cidade da Praia e Cabo Verde.

“É um sentimento de tristeza, uma espécie de revolta interior, mas é um sentimento de que nós vamos consciencializando cada vez mais, eu, e todos os poderes em Cabo Verde e as sociedades cabo-verdianas que devemos trabalhar mais e melhor para que possamos transformar Cabo Verde que temos hoje, transformar no sentido mais igual e justo”, declarou, reconhecendo que há ainda muita pobreza em Cabo Verde que precisa ser combatida.

CM/DR
Inforpress/Fim.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos