Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidente da Guiné-Bissau inicia esta quinta-feira uma visita de quatro dias a Cabo Verde

Cidade da Praia, 07 Jul (Inforpress) – O presidente da Guiné-Bissau, Sissoko Embaló, inicia esta quinta-feira, uma visita de quatro dias a Cabo Verde, a convite do seu homólogo Jorge Carlos Fonseca, que esteve na naquele País em Janeiro último.

Da agenda desta visita, conforme o programa enviado à Inforpress pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros,  constam além de um “tete-à-tete”, com Jorge Carlos Fonseca, a acontecer na quinta-feira, reuniões entre delegações ministeriais, encontro com o presidente da Assembleia Nacional e uma visita à Cidade Velha.

Na sexta-feira, Sissoko Embaló, depois da deposição de uma coroa flores no Memorial Amílcar Cabral  vai dedicar  o dia para visitar algumas empresas e instituições, nomeadamente o Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (NOSI), a Escola de Hotelaria e Turismos, o Centro de Energias Renováveis e Manutenção de Industrial (CERMI), a Embaixada da Guiné-Bissau e um encontro com a comunidade guineense.

No sábado, depois de ser recebido pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, o presidente bissau-guineense viaja  para São Vicente, onde tem agendado  visitas à Moagem de Cabo Verde e ao Complexo “Floating Music, bem como um encontro com o presidente da câmara, Augusto Neves.

No último dia desta sua primeira visita a Cabo  Verde,  na qualidade de chefe de Estado, Sissoko Embaló fará, no domingo, 11, na Cidade da Praia, um comunicado final, que precede à conferencia de imprensa conjunta dos dois   Presidentes da República.

Esta visita  acontece, segundo alguns observadores, num momento de “forte reforço das relações” entre os dois países e, também, antes da cimeira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), prevista para os dias 16 e 17 deste mês, em Luanda, Angola.

Em Março, a ministra dos Negócios Estrangeiros, da Cooperação Internacional e das Comunidades da Guiné-Bissau, Suzy Barbosa, durante uma visita a Cabo Verde, assinou com o seu homólogo cabo-verdiano, Rui Figueiredo Soares, alguns acordos, nomeadamente nos sectores da diplomacia, comunicação social, agricultura e energias renováveis.

A Embaixada da Guiné-Bissau em Cabo Verde estima que perto de 10.000 guineenses vivem e trabalham no arquipélago, mais de metade em situação irregular ou sem documentos, apesar das tentativas para legalização, em 2011 (só para guineenses) e 2015 (geral).

Cabo Verde e Guiné-Bissau são dois países da África Ocidental irmanados por uma luta de libertação nacional conduzida por Amílcar Lopes Cabral, que levou à independência dos dois estados.

A Guiné-Bissau fica situada na costa ocidental da África, com um território de 36.125 quilómetros quadrados, faz fronteira a norte com o Senegal, a este e sudeste com Guiné-Conacri, e a sul e oeste com o oceano Atlântico. Além do território continental, integra ainda mais de oitenta ilhas que constituem o Arquipélago dos Bijagós.

OM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos