Presidente da CVTelecom desafia os cabo-verdianos a explorarem as potencialidades do projecto Ellalink

Cidade da Praia, 06 Jun (Inforpress) – O presidente da Cabo Verde Telecom (CVTelecom), João Domingos Correia, desafiou hoje os cabo-verdianos a explorarem as potencialidades que o projecto Ellalink representa para a promoção do desenvolvimento social e económico do país.

Aquele responsável, que discursava na cerimónia que marca a entrada funcionamento do cabo submarino que liga Cabo Verde à Europa e à América Latina, disse que o projecto Ellalink surge como uma aposta da Cabo Verde Telecom, visando eliminar os “gargalhos” que poderiam impedir a implementação dos projectos ligados à economia digital.

 

“Embora sendo um projecto assumido pela CVtelecom, este deve ser visto com um projecto de Cabo Verde, para servir a economia nacional e todos os cabo-verdianos, razão pela qual desafiamos a todos a explorarem as potencialidades que o projecto representa para promoção do desenvolvimento social e económico do país”, apelou.

João Domingos Correia sublinhou que ao abraçar o projecto EllaLink, a empresa fez todas as avaliações prévias, não só em termos de securitização da conectividade internacional do país, mas também em termos de potencial que o cabo representa para dinamização da economia digital.

Na sua perspectiva, o país está agora melhor preparado para avançar com projectos como a indústria de dados, os jogos online, o 5G e os conteúdos em formato 3D.

O Cabo submarino Ellalink é um cabo bastante moderno, de última geração, que vai reduzir a latência em cerca de 40% e aumentar em dez vezes a capacidade, face aquilo que existe neste momento e securizar a comunicação e ligação de Cabo Verde ao mundo.

Para entrar nesse projecto a CVTelecom, a empresa pioneira em telecomunicações em Cabo Verde, teve-se que dispensar 30 milhões de dólares, sendo 25 milhões para o cabo e 5 milhões para a construção da Estação.

Para viabilizar o projecto, a empresa recorreu a um financiamento junto do Banco Europeu de Investimento (BEI), no montante de 25 milhões de dólares.

A cerimónia, que foi presidida pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, contou com as presenças do vice-presidente do BEI, Ricardo Mourinho Félix e da Directora-geral Adjunta das Parcerias Internacionais da EU, Myriam Ferran e do Director do Projecto Ellalink.

MJB/JMV
Inforpress/fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos