Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidente da Cruz Vermelha garante que a instituição agiu dentro da lei em relação ao pagamento do salário dos trabalhadores

Cidade da Praia, 12 Ago (Inforpress) – O presidente da Cruz Vermelha de Cabo Verde, Arlindo Soares de Carvalho, garantiu hoje que a instituição agiu dentro da lei quanto ao pagamento do salário aos funcionários, negando haver qualquer problema sobre o assunto.

Arlindo Soares de Carvalho fez esta intervenção à imprensa, quando instado a comentar o posicionamento do SISCAP, que definiu um período de 24:00 para a Cruz Vermelha regularizar o pagamento de 35 por cento (%) do salário do mês de Julho aos trabalhadores.

Conforme apontou, a Cruz Vermelha “não tem nada a temer”, sempre defendeu os direitos dos trabalhadores, avançando que os mesmos “já receberam” uma boa parte do salário.

“Nós já tínhamos pago cerca de 65% do salário, mas bruto, sem descontos e tudo está na normalidade, até porque ontem já tínhamos concluído o processo de pagamento”, disse.

O responsável revelou que aquando do posicionamento do SISCAP, a entidade já tinha agendada uma reunião e os documentos já estavam elaborados.

“Não há nenhum problema, nós solicitamos o processo de adesão ao lay off, houve um prolongamento, e também fizemos o pedido, que andou normalmente, as instituições pronunciaram-se”, frisou.

Arlindo Soares de Carvalho sublinhou ainda que a Cruz Vermelha “agiu dentro das leis”, assumindo não haver nenhum problema, nem com o sindicato, nem com os trabalhadores.

O secretário permanente do SISCAP, Joaquim Tavares, na terça-feira que os trabalhadores da Cruz Vermelha de Cabo Verde decidiram conceder a esta instituição um prazo de 24:00 para repor os 35% do salário do mês de Julho ainda em falta.

Quanto à aprovação do PCCS, o sindicalista avançou que ficou, igualmente, decidido no encontro que a direcção da Cruz Vermelha de Cabo Verde tem até finais de Setembro deste ano para a sua implementação.

HR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos