Search
Generic filters
Filter by Categories
Ambiente
Cooperação
Cultura
Economia
Internacional
Desporto
Politica
Sociedade

Presidente da CNPD defende mais estudos e medidas de segurança para protecção de dados na era digital

Cidade da Praia, 06 Jan (Inforpress) – O presidente da Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD), Faustino Varela, defendeu hoje a necessidade de haver mais estudos e medidas de segurança para a protecção de dados perante a massificação das novas tecnologias de informação.

Faustino Varela, que falava aos jornalistas, na cidade da Praia, à margem de uma visita de cortesia da delegação da Agência Angolana de Protecção de Dados (AAPD) efectuada ao presidente da Assembleia Nacional, Jorge Santos, assegurou que alguns instrumentos que têm a ver com os direitos fundamentais devem ser aprovados no Parlamento.

“Face ao aparecimento das novas tecnologias de informação e comunicação é necessário também que haja estudos e projectos, no sentido de haver medidas de segurança quer sejam lógicas, quer sejam físicas”, admitiu, salientando que a CNPD deve estar atenta aos novos desafios e propor soluções.

Sobre a visita da delegação da congénere angolana, Faustino Varela assegurou que a CNPD está em condições de partilhar a sua vivência inicial no que se refere à aprovação dos instrumentos “essenciais” para o início do funcionamento de uma autoridade de protecção de dados.

“Também nós podemos ajudar na senda internacional, tendo em conta que a Comissão Nacional de Protecção de Dados neste momento é vice-presidente da Rede Africana de Protecção de Dados, também é vice-presidente da Associação Francófona de Protecção de Dados e já é membro da Assembleia–geral de Protecção de Dados e Privacidade”, demonstrou.

Conforme garantiu, Cabo Verde pode partilhar os procedimentos para que a Agência Nacional de Protecção de Dados da Angola possa fazer parte dos fóruns e instrumentos jurídicos internacionais.

Por sua vez, a presidente do conselho de administração da Agência Angolana de Protecção de Dados (AAPD), Maria das Dores Pinto, afirmou que na visita de cortesia efectuada ao presidente da Assembleia Nacional foram abordados alguns aspectos da relação bilateral entre os dois países.

Segundo ela, a AAPD está a dar os primeiros passos daí visitar Cabo Verde para trocar experiências e saber como foram os primeiros passos na instalação da Comissão Nacional de Protecção de Dados.

WM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos