Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidente da Câmara de Comercio de Sotavento diz que relacionamento com Governo tem sido “fraterno e transparente”

Cidade da Praia, 18 Jun (Inforpress) – O presidente da Câmara de Comércio de Sotavento (CCS), Jorge Spencer Lima considerou hoje, na Cidade da Praia, que o relacionamento com o Governo tem sido “fraterno e transparente”.

“Nos últimos tempos não temos razões de queixa relativamente à nossa relação com o Governo, mas a verdade é que não temos que estar sempre de acordo todo o tempo”, disse    Jorge Spencer Lima em declarações à imprensa à margem da assembleia-geral ordinária da CCS, que decorre na capital do País.

De acordo com o responsável, este entendimento é importante, uma vez que existe interlocutores sérios para dialogar e também pelo facto da a CCS ter estado a participar em tudo o que diz respeito à economia e ao sector privado.

“Temos exercido o nosso papel junto do parceiro, ou seja, o Governo, o Parlamento e os grupos parlamentares”, disse Jorge Spencer Lima, realçando que há a necessidade de uma melhoria do ambiente de negócios, observando que apesar de um “esforço que vem sendo feito pelo Governo”, os resultados “não são visíveis ainda”.

“Continuamos na cauda do ranking do ambiente de negócios e é preciso que, na prática, algumas coisas sejam feitas para começarmos a subir nessa escala e melhorar, de facto, essa questão em Cabo Verde”, notou.

Para isso, apontou o acesso de financiamento às empresas como uma das questões fundamentais para o melhoramento do ambiente de negócio em Cabo Verde, uma vez que, conforme defendeu, para o desenvolvimento da economia é preciso a “injeção” de dinheiro.

No entanto, o líder da CCS considera que, apesar do acordo assinado recentemente entre o Governo e as empresas, a sua prática não está bem implementada, defendendo que é preciso divulgar “o que está escrito” para as instituições.

Em relação à assembleia-geral, Jorge Spencer Lima disse que o plano de acitividades da CCS tem se baseado em três eixos fundamentais, designadamente a formação dos associados para melhoramento das empresas, as relações institucionais, particularmente com o Governo e no melhoramento do ambiente de negócio no país.

Acrescentou que a CCS vai contrair um empréstimo junto à banca nacional, em cerca de 3.500 contos, para a renovação do seu parque automóvel.

“Trata-se de um empréstimo de gestão e uma imposição estatuária, uma vez que o estatuto não permite que a direcção da CCS faça qualquer empréstimo sem a autorização da assembleia-geral”, esclareceu Jorge Spencer Lima.

OM/FP

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos