Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidente da ANMCV considera “muito produtiva” reunião ordinária do Conselho Geral decorrida na ilha do Maio

Porto Inglês, 06 Jun (Inforpress) – O presidente da ANMCV, Herménio Fernandes, considerou “muito produtiva” a reunião ordinária do Conselho Geral daquela organização, realizada pela primeira vez na ilha do Maio, sob o lema “Poder local forte em prol do desenvolvimento local”.

O responsável pela Associação Nacional dos Municípios de Cabo Verde expressou a sua satisfação pela forma como decorreram os trabalhos, considerando que os presentes tiveram “uma participação muito dinâmica”, o que permitiu que todos os pontos da agenda fossem apresentados.

Da agenda dos trabalhos constaram, de entre outros assuntos, a discussão e aprovação da conta de gerência e o relatório de actividades referente ao ano 2020.

“Estamos perante um Conselho Geral muito produtivo, portanto eu diria que trabalhamos num período único que embora foi longo e duro, mas o mais importante são os resultados, e nós estamos a sair com bons resultados, satisfeitos e muito contentes pela recepção que tivemos”, salientou.

Herménio Fernandes fez referência, ainda, aos projectos “Cidades saudáveis de Cabo Verde” e “Valorizar os nossos espaços públicos”, que, conforme defendeu, são “muito importantes” para os municípios e para o desenvolvimento económico local, bem como para o desenvolvimento sustentável do território nacional.

Acrescentou ainda que durante o encontro, os autarcas presentes tiveram a possibilidade de assistir à apresentação das linhas gerais da forma de actuação da Agência Reguladora das Aquisições e Contratações Pública (ARAP), bem como da Associação Cabo-verdiana de Cinema e Audiovisual, que, por seu lado, manifestou o seu interesse de levar o cinema a todos os municípios do país e da importância desta arte para dar a conhecer as realidades locais.

“O Conselho da ilha do Maio tirou algumas conclusões e recomendações, que nós assinalamos com satisfação e uma delas tem que ver com uma questão e reivindicação muito antiga dos presidentes das assembleias municipais, que têm sugerido e reclamado a necessidade de terem acesso ao passaporte diplomático, algo que consideramos ser uma reclamação justa”, enfatizou.

Os presentes também endereçaram ao Governo palavras de encorajamento e felicitação pela forma como vem dirigindo o programa de luta contra a pandemia e para continuar a massificar a vacinação, de forma a que o país volte à normalidade, tendo em conta que é preciso a retoma económica e social do país, algo que também tem contado com a colaboração dos municípios.

O presidente da ANMCV manifestou ainda o seu agrado pela forma como a edilidade maiense, em parceria com o Governo central, está a levar a cabo o processo de desenvolvimento e infra-estruturação da ilha, com vista à recepção dos investimentos turísticos em carteira, razão pela qual a ANMCV escolheu a ilha para a realização desta reunião ordinária.

WN/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos