Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidenciais’2021: Sectores da agricultura, pescas e pecuária no centro da campanha de Fernando Delgado em Santiago Norte

Tarrafal, 11 Out (Inforpress) – O candidato a Presidente da República Fernando Delgado colocou na agenda, em Santiago Norte, onde esteve hoje, no âmbito da campanha eleitoral, os sectores da agricultura, pecuária e pescas, por a região possuir “grande potencialidade” nesses sectores.

Ao 12º dia da campanha eleitoral, fruto de um contacto com um jovem eleitor em Codji Bichu, no centro da cidade de Mangui, que pediu apoio para investir nos sectores da agricultura e criação de gado, o candidato tratou logo de informar que o Presidente da República não governa, mas que caso for eleito prometeu exercer o poder de influência, a fim de trazer aos jovens interessados “a atenção desejada” no sector da agricultura que, “de facto, está a necessitar”.

Aliás, o candidato lembrou que no debate de domingo, 10, fez “uma breve resenha” do que o País está a necessitar para o seu melhoramento e, ao mesmo tempo, um exercício de imaginar se, com a pandemia, Cabo Verde deixasse de receber géneros alimentares importados, o que seria “uma situação difícil, um caos para a população”.

“Por isso, considero que há necessidade de juntos, criarmos soluções para que a agricultura, a pecuária e a pesca sejam soluções para trazer sustento ao País”, continuou Fernando Delgado, que pediu que o investimento não seja feito “apenas em sectores como o desporto ou afins”.

A agricultura, a pecuária e a pesca, continuou, são áreas em que o País necessita investir, “o mais rapidamente possível”, pois vão trazer sustento a Cabo Verde.

O que é preciso, elucidou, é arranjar-se estratégias para que o País tenha “grandes produções”, seja em quantidade e qualidade, mas também um “forte investimento” na produção de água, quer através de furos, quer da dessalinição.
“Há vários sítios, segundo especialistas, com muita água”, reforçou, daí a necessidade de se investir no que está “à nossa frente e não naquilo em que sequer iremos ter resultado”.

“Então, a agricultura, pecuária e a pesca são sectores que devem ser alvo de investimentos visando o aumento do PIB nacional, e podem contar que, eleito Presidente da República, vou influenciar para o bem desses três sectores”, concluiu o candidato que acena com o lema “Um Presidente presente”.

Ainda hoje, Fernando Delgado fez campanha eleitoral no concelho de São Miguel, e esta terça-feira, 12, pretende passar a sua mensagem no concelho de São Domingos.

Às eleições presidenciais do de 17 de Outubro nos dois círculos eleitorais, nacional e estrangeiro, concorrem sete candidatos: Fernando Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro). Venceu Jorge Carlos Fonseca na primeira volta para um segundo mandato, com 74% dos votos.

AA/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos