Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidenciais’2021: Hélio Sanches afirma que Cabo Verde precisa de um líder com missão de servir o país

Cidade da Praia, 14 Out (Inforpress) – O candidato presidencial Hélio Sanches afirmou hoje que Cabo Verde precisa de um líder que encare a política como uma missão de servir o país, não como algo para satisfazer os interesses pessoais de alguns candidatos.

A menos de 48 horas para o encerramento da campanha eleitoral, a caravana de “novos tempos novos líderes”, liderada por Hélio Sanches, percorreu os concelhos de São Lourenço dos Órgãos, Santa Cruz e São Domingos, todos em Santiago, apelando ao voto de confiança no próximo domingo 17.

Para o candidato, Cabo Verde precisa de um líder diferente dos “candidatos do passado”, e que encare a política como “uma missão” e não como algo para “satisfazer os seus interesses pessoais” ou fazer da Presidência da Repúblicas uma “instituição para garantir a reforma”.

Defendeu que a Presidência da República deve ser um órgão da soberania activo, onde o Chefe de Estado exerce a sua magistratura de influência e seja um verdadeiro arbitro do sistema e que trabalha sobretudo para o bem-estar dos jovens, homens e mulheres de Cabo Verde.

Hélio Sanches mostrou-se convicto de que a mensagem da sua candidatura chegou a todos os cantos de Cabo Verde e da diáspora, tendo realçando que está visível que esta candidatura é a que mais conquistou a “simpatia dos cabo-verdianos, a mais querida no país”, onde as pessoas, sobretudo, os jovens estão esperançosos e confiantes que Hélio Sanches vai ser eleito Presidente.

“Estou satisfeito e já sinto a responsabilidade como futuro Chefe de Estado. Estou pronto, preparado, com energia e capacidade para ajudar o país que, neste momento, precisa de um novo líder, com uma nova visão para o futuro e pronto para trabalhar”, referiu.

À semelhança do que tem acontecido um pouco por todo o país, assegurou que tem recebido uma mensagem muito positiva e confiante de que a sua candidatura é a melhor alternativa presidencial.

“Constatei que existe muita pobreza, desemprego, e um certo desespero e desânimo pela falta de chuvas”, apontou o candidato, que levou a mensagem de “esperança e de confiança” de que Cabo Verde terá um Presidente “amigo da população e que irá lutar para melhorar as condições de vida da população, para que possa viver com dignidade.

Hélio Sanches, que se define como “político da nova geração”, diz-se preparado para começar a exercer as suas funções, indicando que a sua “missão é ajudar o povo das ilhas”, ao contrario dos outros dois candidatos, José Maria Neves e Carlos Veiga, acusados de querem, a todo o custo , voltar ao poder, para aumentarem ainda mais as suas reformas.

Nas presidenciais de 17 de Outubro, concorrem outros seis candidatos – Fernando Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Veiga, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro), venceu Jorge Carlos Fonseca na primeira volta com 74% dos votos, para um segundo mandato.

AV/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos