Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidenciais’2021: Fernando Delgado promete “destaque devido” à cultura se chegar ao Palácio do Platô

São Domingos, 12 Out (Inforpress) – O candidato Fernando Delgado considerou hoje que com ele na Presidência da República o sector da cultura e os seus agentes vão merecer o “destaque devido”, porque se tratar da “bandeira do País”.

O candidato cumpre hoje o terceiro dia de actividade de campanha eleitoral em Santiago, com paragem desta vez no concelho de São Domingos, terra do artista Ntoni Dentu d’Oru, que homenageou.

Deixou-se fotografar junto ao busto do artista, na Praça de São Domingos, elogiou o contributo do músico e compositor no desenvolvimento da cultura cabo-verdiana e prometeu influenciar para trazer “mais visibilidade e ganhos” à cultura e aos seus fazedores.

“Há que transportar a nossa cultura para todos os pontos do mundo e sua promoção será um dos destaques da minha Presidência”, reiterou Fernando Delgado, para quem os músicos e outros fazedores de arte, de forma geral, terão “o devido tratamento” da Presidência da República, com ele na cadeira.

Numa crítica ao Governo, o candidato considerou que houve “uma desconsideração” quando não se apoiou os artistas durante a pandemia, pois “todos contribuem para Cabo Verde, de forma directa ou indirecta”.

“Eles merecem uma atenção especial porque também contribuem para o crescimento do País que, aliás, é conhecido lá fora através da nossa cultura”, concretizou.

Um outro sector que Fernando Delgado tem “debaixo de olho” é o militar, e aqui avançou que a instituição castrense está a necessitar de “profunda remodelação”.

Sendo uma pessoa que já passou pela instituição militar, como disse, se for eleito e, por inerência, comandante supremo das Forças Armadas, o objectivo será “propor uma remodelação total no sector”, sendo a prioridade “a base, ou seja os soldados e os sargentos”.

O candidato disse ter recebido diversos comentários, ao longo dos anos, sobretudo da classe dos sargentos e praças, que se encontram com as “progressões congeladas”.

“Se queremos que a instituição castrense trabalhe bem há que oferecer condições para continuarem a servir a Pátria e defender a Nação”, reforçou Fernando Delgado.

Caso seja eleito, e estribado no poder de influência, promete, junto do Governo, trabalhar para que a remuneração de um soldado seja aumentado para o valor da pensão social, ou seja, cerca de sete mil escudos.

Às eleições presidenciais do de 17 de Outubro nos dois círculos eleitorais, nacional e estrangeiro, concorrem sete candidatos: Fernando Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro). Venceu Jorge Carlos Fonseca na primeira volta para um segundo mandato, com 74% dos votos.

AA/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos