Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidenciais’2021: Fernando Delgado insurge-se contra candidaturas que alegadamente promovem comícios e ajuntamentos

Mindelo, 01 Out (Inforpress) – O candidato a Presidente da República Fernando Delgado criticou hoje o andamento da campanha eleitoral e a forma como “determinados candidatos” fazem uma “campanha desnecessária”, em plena pandemia, promovendo “comícios, festas e ajuntamentos”. 

No Lombo de Veneno, Ribeirinha, uma das localidades visitadas na manhã de hoje pelo candidato, Fernando Delgado lançou um pedido à Comissão Nacional de Eleições (CNE) e ao Ministério da Saúde no sentido de tomarem “uma posição” pois, sintetizou, “quem estabelece metas deve fiscalizar”. 

“Essas candidaturas nem sequer pensam no que ocorreu na campanha para as legislativas e querem repetir os mesmos erros do passado, pois nas legislativas a pandemia expandiu-se por causa das aglomerações”, precisou o candidato, que tem como lema “Um Presidente presente”. 

No rol das críticas, Fernando Delgado mencionou o “esbanjamento de recursos visível” na campanha eleitoral e dirigiu-se directamente ao candidato Carlos Veiga, que criticou por “estar a ser acompanhado por todas as entidades do Governo na campanha, para depois vir dizer que é independente”. 

“O que é que um primeiro-ministro e vários elementos do seu Governo e das câmaras estão a fazer na campanha desse candidato”, questionou Fernando Delgado, acrescentando que assim “não pode haver independência”, até porque os recursos, criticou, “deviam ser de todos e úteis para combater a pobreza e a pandemia”. 

Antes de se deslocar ao Lombo de Veneno, Fernando Delgado passou pela zona de Cruz João Évora, onde residiu enquanto estudante e se apresentou aos conhecidos e desconhecidos como o candidato “cheio de energia e de novas ideias” e que quer dar “oportunidades a todos”. 

Foi ali que se encontrou com um antigo colega dos quartéis, na ilha de Santiago, dos tempos do serviço militar obrigatório, “vai para 20 anos”, e que confirmou que já nessa altura “Ná”, como era conhecido Fernando Delgado, projectava “um dia vir a ser candidato a Presidente da República”. 

Para a tarde de hoje, a candidatura “Um Presidente presente” deve deslocar-se às localidades de Bela Vista, Monte Sossego e Pedra Rolada. 

Nas presidenciais do dia 17 de Outubro nos dois círculos eleitorais, nacional e estrangeiro, concorrem sete candidatos, nomeadamente Fernando Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.    

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro). Venceu Jorge Carlos Fonseca na primeira volta para um segundo mandato, com 74% dos votos.    

AA/HF

Inforpress/Fim   

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos