Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidenciais’2021: Fernando Delgado diz-se vitorioso mas anuncia que está fora da corrida daqui a cinco anos (c/áudio)

Mindelo, 17 Out (Inforpress) – O candidato Fernando Delgado considerou hoje que sendo estreante na política, aos 40 anos, sente-se vitorioso com o resultado alcançado, embora coloque de lado a hipótese de uma nova candidatura daqui a cinco anos.

A reacção do candidato a Presidente da República Fernando Delgado ocorreu quando estavam apurados os resultados de 1.255 do total de 1.294 mesas de voto e somava 2.509 votos, no quarto lugar, atrás de José Maria Neves, Carlos Veiga e Casimiro de Pina.

“Desejo, em primeiro lugar, felicitar o candidato vencedor, o Presidente da República eleito, José Maria Neves, pois é um homem que demonstrou vontade de dar a sua contribuição para o bem do País, tal como nós, temos de o parabenizar, aliás, direcciono-lhe um abraço bem forte, pois a partir de hoje ele é o meu Presidente”, declarou Fernando Delgado, à Inforpress.

O candidato considerou, por outro lado, que sendo um estreante, que concorre pela primeira vez a um cargo público, conseguir o que conseguiu “foi uma vitória”.

“Por isso, quero agradecer a todos que depositaram a confiança em mim, no País e na Diáspora, pois continuarei a lutar pelo bem do País”, declarou Delgado, que, no entanto, colocou “fora de questão” a hipótese uma candidatura daqui a cinco anos.

Isto porque, clarificou, o candidato que venceu hoje [n.d.r. José Maria Neves] tem “alta probabilidade” de fazer um segundo mandato, mas que, sintetizou, “fica em aberto, no entanto, a possibilidade de me candidatar a outras eleições no futuro”.

“Agora vou fazer uma reflexão e ver se dá para continuar nessa via da política, desde que sejam dadas as mesmas condições a todos os candidatos”, declarou, numa referência a questão que envolveu a sua mulher, agente policial, que não foi dispensada para o acompanhar nessa jornada presidencial.

Questionado sobre a taxa de abstenção registada hoje, que se situou acima dos 50 por cento (%), Delgado disse que tal é consequência da “ferida deixada pelos dois maiores partidos” e que continua a dar “maus resultados, como hoje se verificou”.

“Mas, note-se que a taxa poderia ser bem mais alta se não houvesse mais cinco candidatos, excluídos os dois apoiados por esses dois partidos, ou seja nós minimizamos esta taxa de abstenção”, referiu o candidato que tinha como lema “Um Presidente presente”.

Fernando Rocha Delgado, 40 anos, casado, filho de João Baptista Delgado e de Maria das Dores Rocha, é natural de Figueiral, Ribeira Grande, Santo Antão, onde nasceu a 03 de Fevereiro de 1981.  

Engenheiro Naval, Mestre em Direito Marítimo e Comércio Internacional, Delgado reside em São Vicente, assume-se como defensor de causas sociais e dos mais desfavorecidos e diz-se sem cor partidária. 

Às eleições presidenciais de hoje nos dois círculos eleitorais, nacional e estrangeiro, concorrem sete candidatos: Fernando Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.   

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro). Venceu Jorge Carlos Fonseca na primeira volta para um segundo mandato, com 74% dos votos. 

AA/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos