Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidenciais’2021: Candidatos que desrespeitam a lei devem ser penalizados pela CNE, considera Casimiro de Pina

Cidade da Praia, 09 Out (Inforpress) – O candidato às eleições presidenciais Casimiro de Pina apelou hoje à Comissão Nacional de Eleições, ao Ministério Público e à IGAE a obrigarem os candidatos José Maria Neves e Carlos Veiga a cumprir com a lei face à covid-19.

“A Nação cabo-verdiana fez um esforço tremendo, desde o decretamento de quarentena obrigatória, passando depois por adopção de um conjunto de medidas para conter os efeitos da pandemia a fim de salvaguardarmos o bem mais precioso que é a saúde pública e a vida humana, para os candidatos José Maria Neves e Carlos Veiga estarem a promover comícios e reunindo pessoas sem máscaras”, denunciou.

Conforme o candidato à Presidência da República, os dois candidatos estão a desobedecer às regras sanitárias vigentes no país, pelo que devem merecer penalizações, já que os empresários comerciais são multados caso não respeitem as normas impostas pelo sector da saúde.

Ainda segundo o pretendente ao cargo do mais alto magistrado da Nação, com estas atitudes a situação nacional da pandemia piorou, referindo-se a dados oficiais, que também anunciaram mais mortes.

“Estes candidatos ao adoptarem estes comportamentos estão a contribuir de forma inaceitável para a propagação do vírus e a degradação da saúde, pondo em risco a vida dos cabo-verdianos”, disse, afirmando que tal atitude é “inaceitável”.

Para Casimiro de Pina, os políticos, sobretudo, os que querem ocupar cargos de responsabilidade têm de dar o exemplo e ser a bússola moral da sociedade.

Por estes motivos, Casimiro de Pina considerou este tema “transcendente” por ter muito a ver com a cultura democrática e a realização dos valores de Estado de direito em Cabo Verde, pelo que apelou aos cabo-verdianos a rejeitarem este tipo de atitude promovido por dois homens que já foram primeiro-ministro deste País.

“Estou muito preocupado com a democracia cabo-verdiana e os caminhos futuros, tendo em conta o comportamento, que considero gravíssimo, dos dois candidatos às eleições presidenciais José Maria Neves e Carlos Veiga”, disse, sustentando por outro lado que a democracia constitucional assenta em três pilares: jurídico, económico e cultural.

Face a estes desmandos, Casimiro de Pina é de opinião que a democracia necessita do pilar cultural para se afirmar no chão das ilhas.

Vai mais longe ainda se interrogando sobre como os dois candidatos, José Maria Neves e Carlos Veiga, querem ser guardiões da Constituição se estão a violar de forma “grosseira e inaceitável” as bases do livro magno.

Nas presidenciais do dia 17 de Outubro, nos dois círculos eleitorais, nacional e estrangeiro, concorrem sete candidatos: Fernando Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro). Venceu Jorge Carlos Fonseca, à primeira volta para um segundo mandato, com 74% dos votos.

PC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos