Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidenciais 2021: José Maria Neves brindado com “recepção calorosa” e chuva na Boa Vista

Sal Rei, 08 Out (Inforpress) – O candidato presidencial José Maria Neves foi brindado hoje com uma “recepção calorosa” no porto de Sal Rei, na ilha da Boa Vista, tendo iniciado as primeiras acções de campanha debaixo de um chuvisco.

Ao desembarcar no porto de Sal Rei, de uma viagem de pouco mais duas horas proveniente da ilha do Sal, José Maria Neves era esperado por uma moldura humana integrada pelos mandatários locais, activistas apoiantes e o presidente da Câmara Municipal local, que lhe deram as boas vindas ao som da batucada.

Durante os cumprimentos José Maria Neves cruzou-se com o candidato Gilson Alves que se preparava para viajar de barco para a cidade da Praia, com quem trocou alguma conversa sobre a campanha eleitoral e as dificuldades dos transportes e trocaram votos de boa sorte.

O candidato saiu do porto de Sal Rei num desfile de carro que circulou, sob chuviscos, pelas principais ruas da cidade de Sal Rei, da zona de Boa Esperança e parou no bairro do “Dubai”, tendo sido recebido, igualmente, de “forma efusiva” pelos moradores.

Para o candidato de “djunta mon kabésa e corason”, “a recepção calorosa, seguida de chuva é sinal de ‘vitória certa’ no dia 17 de Outubro”.

“A recepção na Boa Vista foi extraordinária. Fui pensando com os meus botões – já ganhamos. Vamos ver qual será a margem”, disse sendo aplaudido pelos acompanhantes.  

A ilha da Boa Vista é uma das regiões mais afectadas pela crise da pandemia que José Maria Neves classifica como sendo, neste momento, o “maior adversário” no país.

Se for eleito Presidente da República, como está certo de que vai ser, garantiu que trabalhará arduamente com o Governo, com a autarquia local e com a sociedade civil num grande “djunta mon”, com “muita inteligência e paixão”, na busca das melhores soluções para vencer esta crise.

“A economia está em recessão e o desemprego disparou, ultrapassando largamente os 20%. A pobreza está a aumentar exponencialmente as desigualdades e a violência também está a aumentar. Temos enormes perdas emocionais e é preciso um grande djunta mon para vencer este nosso adversário que é a crise”, sustentou.

Neste sentido disse que a grande mensagem que levará às gentes da Boa Vista, num comício logo à noite é no sentido de irem às urnas para eleger um Presidente que une, cuida e protege.

“Quero mostrar às pessoas que precisamos do equilíbrio para defendermos as liberdades, a democracia e o Estado de direito e precisamos de um Presidente, árbitro imparcial, que une, que protege, que cuida de Cabo verde, mas também precisamos de um Presidente capaz de fiscalizar a acção governativa e apaziguar os conflitos existentes na sociedade cabo-verdiana”, disse.

Nas presidenciais do dia 17 de Outubro, concorrem outros seis candidatos – Fernando Delgado, Gilson Alves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro). Venceu Jorge Carlos Fonseca na primeira volta com 74% dos votos, para um segundo mandato.

MJB/HF

Inforpress/fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos