Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidenciais´ 2021: Gilson Alves contra modelo de turismo que “leva as pessoas a bairros sociais”

Cidade da Praia, 08 Out (Inforpress) – O candidato às eleições presidenciais de 17 de Outubro Gilson Alves confirmou ser contra o modelo de turismo aplicado no Sal e na Boa Vista, que tem levado pessoas a morar em bairros sociais.

Gilson Alves, que visitou na noite desta quinta-feira o Bairro da Boa Esperança, na Boa Vista, relembrou que a habitação condigna é um “direito”, que está expresso na Constituição da República e ter as pessoas neste tipo de bairro é uma “falha”.

“As pessoas daqui têm razão, não é nenhuma esmola pensar num programa social que dá à uma família uma habitação condigna”, sublinhou.

Mas, sustentou, bairros como a da Boa Esperança são “criados nessas ilhas, pensadas desde raiz até rama para sobreviver do turismo”.

“É bastante perigoso, porque quando chega turistas com milhares de euros no bolso, aumenta-se o preço e depois com a vinda de força de trabalho de outras ilhas, instalam onde puderem”.

Isto porque, ajuntou, o nível de vida no Sal e na Boa Vista é “determinado pela carteira de uma pessoa da Europa”, transformados hoje em lugares, que “dependem quase que exclusivamente de turismo”.

Entretanto, defendeu Gilson Alves, o Governo deve tornar o povo auto-sustentável, apostando, por exemplo, na pesca e agricultura.

“Cabo Verde tem quinhentos mil pessoas e estas podem viver pelos seus próprios meios e não podemos colocar um cabo-verdiano a receber treze mil escudos por mês e depois para pagar comida, dar escola ao filho, pagar electricidade e ainda pagar transporte”, asseverou.

O candidato considerou que esta política está “completamente errada” quando há “outras formas de investimento”, por exemplo, num “Cabo Verde digital” futuramente.

“Infelizmente, o que foi feito no passado não vamos conseguir mudar, mas os jovens da Boa Esperança devem ir para escola, o Governo tem de intervir na zona para assegurar que tenham educação e saúde gratuitos”, defendeu a mesma fonte, para quem “só assim, daqui a dez anos, poderemos ter estas ilhas a darem a volta por cima”.

Gilson Alves quer transformar as ilhas turísticas em ilhas urbanas, que “criem à volta de uma cidade e do ideal cabo-verdiano da auto-sustentabilidade”

Depois de Boa Vista, Gilson Alves chegou hoje à Cidade da Praia, onde logo após a descida do barco, prosseguiu com contactos com eleitorado em algumas zonas da capital.

Nas presidenciais do dia 17 de Outubro, nos dois círculos eleitorais, nacional e estrangeiro, concorrem sete candidatos: Fernando Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro). Venceu Jorge Carlos Fonseca na primeira volta para um segundo mandato, com 74% dos votos.

LN/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos