Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Preços dos produtos importados e exportados diminuíram em Agosto face ao mês anterior

Cidade da Praia, 26 Set (Inforpress) – Os preços dos produtos importados e exportados diminuíram em Agosto, face ao mês de Julho, revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com os dados, em Agosto de 2019, o índice de preço da importação situou-se em 104,2, tendo conhecido um decréscimo de 0,1%, relativamente ao mês anterior.
Entretanto, o índice subjacente registou um acréscimo de 0,3% e o volátil diminuiu 1,3%, face ao mês anterior.

Segundo o INE, os aumentos dos preços mais expressivos ocorreram nas categorias de grupos de bens de consumo (1,1%), resultante da subida dos preços de produtos alimentares primários em 2,7% e bens intermédios que aumentaram 4,3%, decorrente, essencialmente, com a subida dos preços de outros produtos transformados na ordem dos 25,6%.

Em contrapartida, houve diminuição de preços na categoria bens de capital (-10,8%), justificada pela descida de preços de máquinas (-12,5%) e combustíveis (-0,8%).

A nível dos preços da exportação houve uma variação negativa no período de referência, com o índice de preços a situar-se em 100,0, correspondendo a um decréscimo de 0,5%, face ao mês anterior.

A variação mensal foi igualmente negativa em relação aos índices subjacente e volátil na exportação que registaram decréscimos de 0,6% e 0,3%, respectivamente, face ao mês anterior.

De acordo com o documento do INE, em termos homólogos, ou seja, face ao mesmo período de 2018, a taxa de variação na exportação situou-se em -3,9% e os índices subjacente e volátil registaram decréscimos de 2,9% e 6,4%, respectivamente.

No que se refere aos Índice de Termos de Troca (ITT) foi registada uma diminuição de 0,4%, comparativamente ao mês anterior e em termos homólogos também uma negativa de 4,5%, com o índice a situar-se 95,9.

MJB/JMV

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos