Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Preços da oferta turística diminuíram -1,7 pontos percentuais no segundo trimestre de 2018 – INE

Cidade da Praia, 19 Jul (Inforpress) – Os preços da oferta turística no segundo trimestre de 2018 foram de 0,8%, diminuindo -1,7 pontos percentuais face ao valor registado no trimestre anterior, segundo os resultados do Índice de Preços Turísticos (IPC), divulgados hoje pelo INE.

Segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), a variação trimestral observada no segundo trimestre de 2018 foi de -7,3%, inferior em -8,2 pontos percentuais ao valor registado no trimestre anterior (0,9%), reflexo do padrão de sazonalidade deste indicador.

A classe dos hotéis, cafés e restaurantes apresentou uma variação homóloga de 0,8%, -1,7 pontos percentuais, abaixo da que se verificou no trimestre anterior, sendo que esta variação correspondeu a uma contribuição de 0,77 pontos percentuais para a variação do IPT Total.

“Cinco componentes do IPT apresentaram contribuições de sentido oposto, embora praticamente nulas, os cafés, bares e similares, residenciais, pensões, hotéis-apartamentos, todos com -0,01 pontos percentuais e aldeamentos turísticos com -0,10 pontos percentuais. Os preços dos restantes componentes mantiveram-se constantes em relação ao trimestre homólogo”, refere o comunicado.

O INE avança ainda que a taxa de variação no trimestre em análise foi de -7,3%, inferior em -8,2 pontos percentuais à registada no trimestre anterior em que se situou em 0,9%, indicando que no mesmo trimestre do ano anterior verificara-se igualmente uma variação em cadeia (-5,7%) inferior em -6,4 pontos percentuais à do primeiro trimestre de 2017.

Conforme explica o INE, estes resultados são a consequência de movimentos sazonais de natureza mensal, com particular incidência na componente de alojamento.

“Concretamente, a variação deste trimestre face ao anterior revela uma diminuição significativa dos preços dos serviços de alojamento, com particular incidência nos prestados por hotéis (-7,1). Nos serviços prestados por aldeamentos turísticos verificou-se uma redução residual (-0,2). nos restantes serviços turísticos registaram-se variações nulas face ao trimestre anterior”, refere o comunicado.

Os perfis dos índices calculados para o Sal e Boa Vista e Santiago dominaram fortemente o movimento da taxa de variação trimestral que é observado no IPT Nacional, sendo que a actividade turística nestas ilhas corresponde a cerca de 92,3% da actividade a nível nacional.

A nível regional, registaram-se variações em cadeia trimestrais positivas na ilha de São Vicente (1,20%). Sal e Boa Vista apresentaram as maiores contribuições para a quebra dos preços de serviços turísticos (-5,0 e -2,2) pontos percentuais respectivamente.

As ilhas de Santo Antão e Santiago registaram um comportamento de quebra no nível dos preços face ao trimestre anterior com contribuições para a taxa de variação homóloga trimestral do IPT marginalmente negativas. São Vicente apresentou uma contribuição para a variação trimestral do IPT Nacional positiva com 0,03 pontos percentuais.

O índice de IPT é um indicador que tem por finalidade medir a evolução no tempo dos preços de um conjunto de bens e serviços considerados representativos da estrutura de consumo dos turistas.

AV/FP

Inforpress/Fim

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos