Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Praia: Zonas balneares de Kebra Canela e Prainha voltam a ser limitadas com horário de funcionamento

Cidade da Praia, 30 Abr (Inforpress) – As praias de Kebra Canela e Prainha estão novamente limitadas ao funcionamento, tendo o Governo estabelecido o horário entre às seis e oito da manhã, uma forma de evitar maior número de casos de covid-19 na capital.

As medidas foram avançadas pelo ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, em conferência de imprensa na Cidade da Praia, na sequência da situação de calamidade em todas as ilhas, excepto a Brava, anunciada hoje pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, a partir da ilha do Sal.

As duas praias foram as únicas que, por agora, há uma intervenção imediata do Instituto Marítimo Portuário, sendo que as restantes do País ficam condicionadas à avaliação.

“Em função da situação epidemiológica particular de cada ilha e do nível de incumprimento das normas sanitárias, poderá inclusivamente determinar o encerramento de praias e zonas balneares”, disse Paulo Rocha, em conferência de imprensa.

Kebra Canela e Praia têm registado aglomerações de pessoas, principalmente aos finais de semana, não respeitando as medidas de distanciamento social estipuladas, o que tem causado preocupação por parte das autoridades.

O Serviço de Protecção Civil e Bombeiros está a organizar uma campanha de sensibilização massiva, “Praia sem covid-19”, devido ao aumento exponencial de novas infecções, visando chamar atenção da população para o cumprimento das regras sanitárias.

Segundo o presidente interino, Hélio Semedo, o SPCB vai reunir todas as autoridades locais e a rede das associações comunitárias e movimentos sociais da Praia, que será o parceiro estratégico, para juntos realizarem esta acção de sensibilização.

O primeiro-ministro declarou hoje a situação de calamidade face ao aumento do vírus no País, ao mesmo tempo que pondera medidas “mais rigorosas” se as pessoas não cumprirem com as normas sanitárias impostas.

Cabo Verde contava até quinta-feira com 3.069 casos activos do novo coronavírus, sendo 20.257 casos recuperados, 213 óbitos, sete óbitos por outras causas e oito transferidos, perfazendo um total acumulado de 23.554 casos positivos.

Praia é o município mais afectado com um total de 1.417 casos activos, seguido do Sal com 385 e Boa Vista 153.

HR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos