Praia: Estudantes pedem maior celeridade na atribuição de vistos para Portugal

Cidade da Praia, 04 Mar (Inforpress) – Um grupo de estudantes saiu hoje à rua na Cidade da Praia para se manifestar pela demora da Embaixada de Portugal na atribuição de vistos, além da falta de explicações quando a autorização é negada.

Segundo o porta-voz do grupo Evandro Fernandes, alguns estudantes estão à espera há mais de seis meses, sendo que não receberam ainda nenhuma justificativa por parte da Embaixada de Portugal.

Por outro lado, apontou que, em alguns casos, a representação diplomática portuguesa em Cabo Verde alega que a demora da resposta ou recusa prendem-se com o risco de migração.

“No meu caso, estou matriculado no Instituto Politécnico de Castelo Branco, e com seis meses de propina paga, por isso não entendo esta justificativa por parte da embaixada”, disse.

Conforme relatou, todos os documentos foram devidamente entregues, mas não conseguem entrar em contacto com os responsáveis para conhecerem o ponto de situação do pedido de visto.

“Temos estudantes que vão fazer mestrado, licenciatura, ou seja, queremos apenas ir estudar”, assinalou.

Evandro Fernandes denunciou ainda um caso de uma pessoa já com contrato de trabalho, no entanto, o seu visto não foi autorizado.

A Inforpress tentou contactar a Embaixada de Portugal para esclarecimentos, mas a representação diplomática portuguesa só se prontificou a responder numa outra oportunidade.

HR/HF

Inforpress/Fim 

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos