Praia: Dia Mundial da Consciencialização da Violência contra a Pessoa Idosa assinalado com várias actividades

Cidade da Praia, 14 Jun (Inforpress) – O Dia Mundial da Consciencialização da Violência contra a Pessoa Idosa este ano é assinalado com várias actividades promovidas por diferentes organizações com o intuito de chamar a atenção dos cabo-verdianos sobre a problemática da violência contra idosos.

O Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa foi instituído em 2006 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa com o objectivo de promover a conscientização sobre o crescente número de idosos que são acometidos por algum tipo de violência.

Este ano para assinalar a efeméride, a Fundação SimaJúlia em parceria com a Presidência da República promove esta quarta-feira uma jornada de reflexão sobre a problemática da Violência contra Pessoa Idosa, intitulada “II Jornada de reflexão, reconhecimentos e direitos”.

Segundo a presidente da Fundação SimaJúlia, Teresa Mascarenhas, pretendem com esta iniciativa promover momentos de reflexão sobre os fenómenos que vêm transformando os idosos em seres invisíveis, destituídos de seus direitos, liberdade e dignidade.

“Acreditamos que a consciencialização é o primeiro passo para a mudança, pois esta é uma questão social global que afecta a saúde e os direitos humanos de milhões de idosos em todo o mundo e que merece a melhor atenção da comunidade internacional”, declarou.

A jornada de reflexão terá um momento cultural e exibição de um vídeo intitulado “Pegam na Mon”, bem como um painel de debate, almejando que o encontro sirva para recolha de subsídios no combate contra a violência contra os idosos.

Por sua vez, o Centro da Terceira Idade da Cruz Vermelha na Praia prevê realizar uma conversa aberta que contará com a presença da secretária de Estado da Família e Inclusão Social, Lídia Lima, tendo o presidente da Cruz Vermelha adiantado que, além da conversa aberta, serão ainda realizados momentos de confraternização e convívio.

“Nós, neste dia, reforçamos as nossas actividades com várias componentes, nomeadamente religiosa, prática do exercício físico, o encontro de gerações, enfim um conjunto de actividades que vão ao encontro das necessidades desta camada”, realçou, adiantando que as actividades comemorativas serão realizadas em todos os centros a nível nacional.

Por seu lado, a Câmara Municipal da Praia (CMP), através do Centro de Dia de Castelão, promove em parceria com a Direcção da Shell de Terra Branca e Fazenda, um conjunto de actividades alusivas a esta data, com uma conversa aberta sobre o tema, ou seja, a violência contra a pessoa idosa.

Segundo a coordenadora do centro, Sandra Pires, querem com esta iniciativa alertar os idosos sobre esta prática e sensibilizar a comunidade em geral para um tratamento com mais carinho, amor, dedicação e tolerância com os idosos.

Adiantou que as actividades comemorativas serão marcadas com palestras e intervenções sobre a situação dos idosos, os impactos psicológicos, sinais de violência, protecção do estado para a pessoa idosa em razão da sua vulnerabilidade e entre outros.

O Dia da Consciencialização da Violência contra a Pessoa Idosa comemora-se a 15 de Junho e foi instituído em 2006 pela Rede Internacional para a Prevenção do Abuso à Pessoa Idosa (“The International Network for the Prevention of Elder Abuse”).

Este dia foi estabelecido com o objectivo de proporcionar a reflexão sobre uma questão social sensível. O envelhecimento da população nos países desenvolvidos, proporciona o aumento dos maus-tratos físicos e psicológicos e o seu esquecimento, tanto pelas famílias como pelos serviços de acolhimento.

A ONU relembra que a discriminação etária é uma grave violação dos Direitos Humanos, reconhecendo este dia através da Resolução 66/127 da Assembleia Geral da ONU em 11 de Dezembro de 2011.

CM/ZS

Inforpress/Fim.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos