Praia: Comunidade piscatória de Achada Grande Trás vai ter uma estação meteorológica dentro de dois meses (c/áudio)

Cidade da Praia, 26 Jul (Inforpress) – A comunidade piscatória de Achada Grande Trás, na Praia, acolhe dentro de dois meses, uma estação meteorológica para disponibilizar dados em tempo real, permitindo aos pescadores a capacidade de se prevenirem, anunciou hoje o representante do projecto ELEVAR2030.

Mateus Andrade, que falava à Inforpress, durante a “Semana de Conscientização sobre Furacões em Cabo Verde”, que decorre de hoje a 30 de Julho, revelou que a iniciativa é implementada pela Universidade de Cabo Verde, em parceria com a Penn State University dos EUA, no âmbito do projecto ELEVAR2030, financiado pela Embaixada dos Estados Unidos em Cabo Verde em 5 mil contos.

Segundo explicou, o projecto ELEVAR2030 que teve o seu início em 2020 e termina em 2021, tem como foco a pesca sustentável nas comunidades piscatórias.

Avançou que a ideia é construir uma estação meteorológica que permita disponibilizar dados meteorológicos em tempo real num aplicativo móvel, como previsão, direcção e velocidade do vento, qualidade do ar, pressão atmosférica e dados referentes ao comportamento da maré.

Mateus Andrade disse que o projecto vai permitir salvar vidas, já que a estação vai disponibilizar dados meteorológicos em tempo real, fazendo com que os pescadores tenham a capacidade de se prevenir e terem um aviso prévio das condições atmosféricas.

Revelou que o projecto prevê ainda a construção de equipamentos ou sensores de baixo custo e a utilização de energias renováveis, através de um painel solar que vai alimentar a estação.

“Já desenhamos a estação, e estamos à espera da impressora 3D que vem dos EUA, que teve um atrasado devido a pandemia da covid-19, e neste momento estamos a trabalhar no aplicativo mobile”, avançou o responsável, que disse que a ideia é ter a primeira estação piloto construída em Setembro deste ano.

Segundo avançou, nesta primeira fase, o projecto está a ser implementado na Cidade da Praia, na comunidade piscatória de Achada Grande Trás, mas a ideia é criar uma estação em todas as ilhas.

Tendo em conta que grande parte das comunidades piscatórias não dispõem deste tipo de equipamento, o projecto prevê ainda disponibilizar ‘smartphones’ aos pescadores.

Promovido pela Universidade de Cabo Verde, em parceria com a Penn State University, a “Semana de Conscientização sobre Furacões em Cabo Verde”, visa enfatizar a vulnerabilidade da comunidade a tempestades e furacões tropicais e a importância de se preparar para os seus impactos.

Durante o encontro, vão estar em debate temas ligados à “história de furacões em Cabo Verde: riscos de furacões e medidas de segurança”, “as previsões de furacões: ferramentas e dados em uso em Cabo Verde” e “as mudanças climáticas e furacões”, assim como está previsto ainda um encontro com a comunidade pesqueira de Achada Grande Trás.

AV/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos