Praia/Chuvas:  PM manifesta “profunda tristeza” à família que perdeu o bebé e apela precaução à população

Cidade da Praia, 12 Set (Inforpress) – O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, manifestou   hoje “profunda tristeza” à família que perdeu o bebé, no bairro de Pensamento, em consequência das fortes chuvas torrenciais que caíram esta madrugada na Cidade da Praia.

“É com profunda tristeza que expresso as mais sentidas condolências à família enlutada, enviando uma mensagem de conforto aos familiares e amigos pela grande perda da Bebé. Que Deus os console e dê serenidade para atravessar este momento”, escreveu na sua página de Facebook.

O chefe do executivo cabo-verdiano lamentou igualmente as perdas materiais e os danos causados pelas fortes chuvas que se fazem sentir no país, particularmente em Santiago e na cidade da Praia.

Aproveitou ainda para pedir precaução à população no sentido de não porem as próprias vidas em perigo, uma vez que, conforme lembrou, a previsão aponta para a continuação de chuvas fortes, acompanhadas de vento, cheias e inundações, “pelo que não convém ficar à beira de ribeiras, em cima de pontes, e outros riscos”.

Por outro lado, apelou as pessoas evitarem situações que provoquem aglomeração por causa da situação de pandemia da covid-19.

Ulisses Correia e Silva, que se encontra na Ilha do Fogo, informou que volta ainda hoje à Cidade da Praia para acompanhar mais de perto toda a situação e tomar as medidas necessárias e urgentes.

“Estamos a fazer o levantamento daquilo que são os estragos para mobilizar os recursos importantes e repor o mais breve possível a normalidade”, indicou primeiro-ministro, adiantando que as medidas se estendem às outras ilhas afectadas, nomeadamente Santo Antão que sofreu alguns estragos na decorrência das últimas chuvas registadas na ilha.

“A Protecção Civil, militares e forças policiais estão no terreno para atender as pessoas, e qualquer situação de risco a população deve acionar essas autoridades”, concluiu.

Cabo Verde está desde madrugada de hoje sob a influência de uma onda tropical que poderá transformar-se em depressão tropical, informou o Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INMG).

De acordo com a mesma fonte, as previsões apontam que a onda tropical vai atingir o País no sábado, domingo e segunda-feira, estando associada a uma larga área de convecção produzindo aguaceiros e trovoada.

O instituto adiantou que o sistema está localizado junto à costa da Guiné Bissau, desloca-se com uma velocidade de 30 km/h e tem cerca de 70 por cento (%) de probabilidade de se transformar em uma depressão tropical.

“Durante a sua passagem condicionará o estado do tempo nas ilhas”, referiu o INMG, que prevê ainda chuvas de intensidade variável e possibilidade de trovoadas, intensificação do vento e agravamento significativo do estado do mar.

OM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos