Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Praia: câmara municipal reduz preços das taxas e emolumentos municipais

Cidade da Praia, 23 Dez (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal da Praia, Francisco Carvalho, anunciou hoje a redução dos preços das tabelas de licenças, taxas e emolumentos municipais, garantindo que “as contas já foram feitas” e que o acto não prejudicará a autarquia.

Francisco Carvalho, que falava em conferência de imprensa, avançou que a renovação de licenças de táxis, cujo valor actual é de 17 mil escudos, passará a custar 8 mil escudos, isso sem contar com outros acréscimos, podendo este valor chegar aos 15 mil escudos.

O autarca anunciou ainda que as taxas de mercados e feiras no centro histórico do Plateau que, actualmente, custam 110 escudos por dia, passaram a custar 500 escudos por mês, enquanto a mesma taxa nos restantes bairros, que antes custava 60 escudos por dia, passa a ser cobrada por 300 escudos por mês.

Já no centro comercial de Sucupira, em que se cobram diversos valores, todos eles sofrerão, segundo Francisco Carvalho, uma redução de 50%. Ainda nas suas declarações, Francisco Carvalho avançou que a autarquia da capital decidiu por eliminar a taxa das paragens dos hiaces que ligam a Praia às comunidades no interior da ilha de Santiago.

“Já fizemos as contas e é importante sublinhar que aqui nós estamos perante uma definição de prioridades. Fazer política é isso mesmo, é definir prioridades e agir em função das prioridades definidas. Há quem faça outras contas, mas nós sabemos que há umas contas relacionadas com o alívio das famílias que também são contas importantes”, ressaltou o autarca.

Francisco Carvalho garantiu ainda que estas medidas não irão provocar “rombo nenhum” na estrutura financeira da Câmara Municipal da Praia, até porque, disse, “há vários exercícios” que irão ser feitos.

“Há um exercício interessante que tem que ver com a questão dos desperdícios, das despesas a mais, desnecessárias e nós vamos actuar neste sentido, sempre com muita ponderação e com muita serenidade, procurando sempre estabelecer o equilíbrio entre todos os agentes que vivem na cidade”, acrescentou.

Questionado sobre que exercícios e que desperdícios é que se refere, Francisco Carvalho respondeu que a resposta a estas perguntas não representam o objectivo da presente conferência de imprensa, acrescentando que “no momento próprio” voltarão às contas.

As medidas anunciadas entram em vigor a partir de Janeiro de 2021.

GSF/DR

Inforpress/Fim

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos