Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Praia: Autarquia prevê instalar a Polícia Municipal em 2022

Cidade da Praia, 04 Dez (Inforpress)- A Câmara Municipal da Praia já dispõe no orçamento de 2022 mais de 40 mil contos para elevar a Guarda Municipal à Polícia Municipal de modo a terem mais autonomia em termos de acção e intervenção.

“Já está no orçamento de 2022 e o próximo passo é a transformação da Guarda Municipal para a Polícia Municipal da Praia”, apontou Francisco Carvalho, que falava aos jornalistas à margem da cerimónia de comemoração do 13.º aniversário da criação do contingente da Guarda Municipal.

De acordo com o presidente, a capital do país precisa ter capacidade interna de resposta mais célere e que vá ao encontro daquilo que os munícipes esperam, ciente dos desafios que ainda persistem.

A ideia, segundo Francisco Carvalho, é que a Guarda Municipal seja rigorosa nas suas intervenções, mas também humana.

O autarca admitiu que a concretização desse projecto não fazia parte do seu plano camarário, mas sublinhou que ao longo deste mandato se apercebeu que há necessidade de se ter essa estrutura dar resposta a demanda da cidade da praia.

Na ocasião, realçou os ganhos alcançado ao longo desses 13 anos de existência, mas reconheceu que ainda é preciso melhorar as condições de trabalho de modo que os profissionais se sintam mais encorajados e motivados de para darem o seu contributo para que os munícipes tenham respostas com mais qualidade e célere.

Francisco Carvalho garantiu que ainda no decorrer deste ano a Guarda Municipal vai ter mais duas viaturas, e pela primeira vez a autarquia vai ter um plano de formação e capacitação dos seus funcionários, sendo que haverá um específico para a Guarda Municipal.

“Juntos iremos construir esse sonho de ter uma Praia com um ambiente de paz, mais justa, com igualdade de oportunidade, onde todos se sintam mais seguros”, referiu.,

Por seu turno, o comandante da Guarda Municipal, Hernâni Ribeiro afirmou que os desafios são enormes, sendo que a Praia é uma cidade em constante crescimento, com número insuficientes de efectivos e muitos cidadãos não colaboraram e não cumprem o código de postura municipal.

Segundo avançou este responsável, os ganhos são visíveis e notáveis, mas ainda persistem desafios e constrangimentos que impedem a Guardar Municipal de ter uma intervenção a altura das necessidades da capital do país.

Na ocasião desafiou o presidente a criar um patrono para a Guarda Municipal, apostar numa formação continua dos agentes de modo a motiva-los e, acima de tudo, estarem capacitados para poderem desempenhar as suas funções da melhor forma.

“Um dos maiores desafios é sem dúvida transformar a Guarda Municipal em Polícia Municipal, garantindo assim a sua maior autonomia em todos os aspectos”, apontou.

Segundo este responsável, neste momento a autarquia tem 65 agentes, 48 estão afectos à fiscalização, mas são necessários 80 efectivos para que a fiscalização seja mais efectiva quer noturna quer diurna.

A nível de viaturas, a Guarda Municipal dispõe de cinco, mas são precisas 10.

AV /JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos