PR envia condolências ao homólogo português pela morte do ensaísta e professor Eduardo Lourenço

Mindelo, 03 Dez (Inforpress) – O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, enviou hoje uma mensagem de condolências ao Presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, pela morte do ensaísta, professor e filósofo Eduardo Lourenço, destacando a sua contribuição para a língua portuguesa.

Segundo Jorge Carlos Fonseca, o professor Eduardo Lourenço “foi um grande farol da cultura portuguesa, numa linha de grandes vultos da literatura e da filosofia, aquele cuja vida parecia eterna por conquistar, também, a boa vontade dos deuses ou por irritá-los, com a sua sapiência e generosidade”.

Para o Presidente da República a morte do ensaísta, professor e filósofo “é uma perda também para todos que aprenderam a pensar na língua portuguesa e, nestas últimas décadas, guiados pela sua figura proeminente de intelectual atento e crítico do estado do mundo actual”.

Por isso considerou que, com o seu desaparecimento, todos ficam mais pobres.

“Mas fica-nos também o grande exemplo de uma vida dedicada ao pensamento e à reflexão, perscrutantes, ousados e livres, num momento em que a rapidez das nossas sociedades pouco espaço deixa para esta prática, cada vez mais necessária”, lê-se na nota de condolências enviada ao PR português Marcelo Rebelo de Sousa.

CD/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos