PR e Governo expressam pesar pela fatalidade que se abateu sobre a população da Madeira (Portugal)

 

Cidade da Praia, 17 Ago (Inforpress) –  O Presidente da República (PR) e o Governo de Cabo Verde expressaram esta quarta-feira, seus “profundos pesares” pela fatalidade que se abateu sobre a população da ilha da Madeira, provocando vários mortos e cinco dezenas de feridos.

Numa carta enviada ao seu homólogo português, Marcelo Rebelo de Sousa, o Chefe de Estado cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, pede que ele seja, junto do povo e das autoridades da Região Autónoma da Madeira, o mensageiro do sentimento de “muita tristeza e de total solidariedade do povo de Cabo Verde nesta hora de muita dor”.

Na mesma linha, o Governo endereça uma mensagem de condolências ao povo da Madeira, indicando que “foi com a mais profunda consternação que o executivo cabo-verdiano tomou conhecimento das “perdas irreparáveis de vidas humanas” na sequência da queda de uma árvore de grande porte durante a romaria de Nossa Senhora do Monte”.

“O Governo em nome do povo cabo-verdiano, cumpre o doloroso dever de expressar ao povo da Madeira e ás famílias enlutadas toda a nossa tristeza e as nossas sinceras condolências” lê-se na mensagem.

O executivo cabo-verdiano reitera toda a solidariedade e amizade aos madeirenses e ao Governo da Região Autónoma da Madeira em testemunho das “excelentes relações que une os dois povos”.

De acordo com informações da imprensa portuguesa, a queda da árvore que matou 13 pessoas e feriu 49 ocorreu no Largo da Fonte, durante a celebração da Festa do Monte, em honra da padroeira da ilha.

Oito das vítimas mortais são do sexo feminino e cinco do masculino, sendo uma criança de 1 ano e as restantes com idades entre os 28 e 59 anos. Uma mulher francesa e outra húngara figuram entre os mortos.

No dia da tragédia, o Ministério Público anunciou a abertura de um inquérito.

MJB/ZS

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos