PR apela à adopção de mais medidas de políticas sociais para melhorar a condição de vida das famílias

Cidade da Praia, 15 Mai (Inforpress) – O Presidente da República apelou hoje a mais solidariedade social e à adopção de medidas de políticas sociais para melhorar a condição de vida das famílias cabo-verdianas, visando contribuir para a promoção da inclusão social no País.

José Maria Neves lançou este apelo numa mensagem alusiva ao Dia Internacional da Família que se celebra hoje, tendo realçado que a efeméride constitui uma verdadeira oportunidade para promover a união, o espírito de equipa, de entreajuda, de solidariedade e de tolerância.

“Gostaria de, nesta ocasião, saudar todas as famílias cabo-verdianas, residentes e na diáspora, expressando o meu reconhecimento solidário e uma mensagem de esperança no futuro nesta grande família com alguns séculos de história que é Cabo Verde”, enfatizou.

A família, considerou o chefe de Estado, é a unidade básica e o fundamento de uma sociedade, pelo que defendeu, a necessidade de se reconhecer o papel nuclear que a mesma tem numa sociedade, onde é edificado um ambiente baseado em valores como a cultura, a solidariedade, a fraternidade, o compromisso, a tolerância e o respeito pela diferença.

“Estamos perante um contexto em que as famílias estão a tornar-se menores e o número de agregados com apenas pai ou mãe, principalmente este último, as ditas famílias monoparentais continuam a crescer. A leitura que fazemos deste fenómeno é que há a necessidade de se colocar o foco na protecção social”, apontou.

Salientou que apesar das inúmeras transformações sociais, as famílias continuam a ser o sustentáculo da sociedade cabo-verdiana, realçando que a família deve ser a primeira e a mais importante escola e modelo de bons princípios e de valores na educação de crianças, adolescentes e jovens.

Destacou a importância da maternidade e paternidade responsáveis para o sucesso dos homens do futuro, considerando, por outro lado, ser “inaceitável” que as crianças continuem a ser vitimas de vários tipos de agressões que, infelizmente, ainda acontecem no seio da família e que devem ser combatidas.

“Também é de se repudiar a violência doméstica, pelas suas consequências, e por constituir um mau exemplo para os filhos”, declarou exortando a todos a assumirem os seus deveres de cuidado, particularmente em relação aos mais vulneráveis, nomeadamente as crianças deficientes e as pessoas idosas.

José Maria Neves reconheceu, de igual modo, que as famílias cabo-verdianas têm passado por inúmeras provações devido às ocorrências consecutivas nos últimos tempos com destaque para os três anos de seca, dois anos de pandemia, que ainda se faz presente, e a actual guerra na Ucrânia que tem impactado negativamente a sociedade cabo-verdiana com a subida de preços de produtos e da pobreza no País.

“Existem muitas famílias que passam por provações, mas também existem muitos cabo-verdianos que passam por dificuldades por não terem Família. Assim, apelo, neste dia e em todos os outros, que valorizemos as famílias, sejamos mais empáticos com o nosso próximo, pratiquemos a solidariedade e contribuamos para a inclusão social para com todos os que estão a atravessar um momento de aflição e de provação”, apelou.

Ainda de acordo o Presidente da República, a pobreza em Cabo Verde tem rosto feminino e muitos desses lares, que têm passado por momentos de necessidade, são chefiados por mulheres que se dedicam, sobretudo, à agricultura de subsistência, pecuária, venda ambulante ou outras actividades similares.

José Maria Neves concluiu a sua intervenção apelando à adopção de mais medidas de políticas sociais para melhorar a condição de vida dos indivíduos e das famílias, particularmente as mais desfavorecidas, lutando pelo seu empoderamento, para continuarem a assumir as suas responsabilidades tendo em vista a sua ascensão social, tanto no meio urbano como no meio rural.

O Dia Internacional da Família é uma data comemorativa celebrada no dia 15 de Maio, criada pela Organização das Nações Unidas como iniciativa para debater questões relevantes para garantir o bem-estar das famílias em todo o mundo. A data foi celebrada, pela primeira vez, em 1994.

CM/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos