Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

PR alerta que crime organizado à escala transnacional e terrorismo beneficiam das dificuldades de edificação do Estado

Cidade da Praia, 21 Nov. (Inforpress) – O Presidente da República alertou hoje que “o desenvolvimento do crime organizado à escala transnacional e do terrorismo” encontra nas grandes dificuldades de edificação do Estado em várias regiões, “um autêntico caldo de cultura para o recrutamento de seus operacionais”.

Jorge Carlos Fonseca lançou este alerta durante o 41º Fórum Anual de Parlamentares para Acção Global (PGA), considerada a maior rede internacional não-governamental, interpartidária, de legisladores individuais, que reúne, na cidade da Praia, participantes, oriundos de quase todos os continentes.

“As desigualdades regionais e sociais, as guerras e conflitos, muitas vezes alimentados ou perpetuados artificialmente, aliados a catástrofes naturais, provocam êxodos de milhões de pessoas, por vezes em condições dramáticas, frequentemente transformadas em tragédias, por esse mundo fora, em direcção a espaços considerados mais seguros e que dispõem de mais meios”, enfatizou.

O Chefe de Estado referiu-se ao fórum como “uma jornada de reflexão e de construção de ferramentas” que permita “enfrentar, da melhor forma possível, desafios ingentes que angustiam” os povos, na busca das melhores soluções.

Disse que o quadro geral não é favorável ao florescer da liberdade, ao exercício dos direitos humanos, da tolerância, da cultura da paz, alegando que “apesar dos méritos inegáveis do regime democrático” não se pode ignorar que boa parte dos cidadãos, em vários países, não se revêm nele, por falta de cultura democrática ou porque a conduta dos seus dirigentes não se coaduna com os seus interesses legítimos.

Em relação a Cabo Verde, assegurou que o país procura “cultivar todas as liberdades, promover os valores da Constituição, reforçar as instituições da República, garantir a mais ampla Liberdade de expressão do pensamento e de organização política e sindical, fortalecer o poder local democrático”

Com aproximadamente 1300 membros em 140 parlamentos em todo o mundo, a PGA “mobiliza os parlamentares como campeões comprometidos com a promoção do Estado de direito, democracia, segurança humana, inclusão e igualdade de género e estriba-se na criação de uma ordem internacional baseada em regras para um mundo mais equitativo, seguro e democrático”.

Contribui para educar, sensibilizar e construir a capacidade técnica dos parlamentares de tomar iniciativas concretas e acções legislativas para alcançar resultados nos objectivos de campanha da organização.

Apoia parlamentares individuais em seus contextos e parlamentos nacionais e, em seguida, aproveita essa capacidade com redes internacionais para apoiar a democracia, os direitos humanos e a paz.

SR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos