Portugal: Vera Duarte dá à estampa livro de poesia “Urdindo palavras no silêncio dos dias” (c/áudio)

Lisboa, 28 Abr (Inforpress) – A escritora cabo-verdiana Vera Duarte lança hoje, em Lisboa, o seu mais recente livro de poesia com o título “Urdindo palavras no silêncio dos dias”, que reúne 100 poemas escritos durante a pandemia.

Em Lisboa, a apresentação da obra estará a cargo da professora da Universidade de Rio de Janeiro Carmem Ribeiro Seco e do professor e jurista português Boaventura de Sousa Santos, sendo que em Cabo Verde, o lançamento será feito no dia 25 de Maio, Dia da África.

Em declarações à Inforpress em Lisboa, Vera Duarte explicou que os poemas da obra foram escritos entre Junho de 2020 e Julho de 2021, mas que para além do tema da pandemia da covid-19, o livro aborda outros temas que lhe “tem perseguido ao longo da sua escrita”, como a questão do feminicídio, pedofilia, violência contra as mulheres, o racismo e a emigração clandestina.

“Isso tudo, tem uma mágoa grande com alguns acontecimentos que tiveram lugar durante a pandemia, como por exemplo o assassinato de George Floyd [EUA] ou de Giovani Rodrigues, mas é também onde se encontra o canto ao amor, à liberdade, à fraternidade e muito essa sensação que sinto por ser cabo-verdiana que acaba por ser toda essa mestiçagem e da crioulização do cabo-verdiano”, explicou.

Segundo Vera Duarte, nesse livro fala muito sobre a “nação crioula” e da mestiçagem, porque o cabo-verdiano tem “muita mistura” no seu ser, algo que “constitui muita a matéria incandescente” da sua poesia.

“É um livro de reflexão poética, porque a minha grande preocupação em cada coisa que escrevo, vai muito daquilo que me vem na alma e que me faz existir como pessoa, mas na verdade é que eu procuro escrever poesia da forma mais bela que eu puder, já que entendo que a poesia, trazendo uma mensagem, deve ser essencialmente uma poesia bela e que dá o prazer da leitura”, frisou.

Vera Duarte garantiu que esse livro lhe deu “muita alegria e muito bom esse regresso à poesia”, porque tinha passado algum tempo sem escrever a poesia, porque estava debruçada sobre contos, romances e crónicas.

O lançamento do livro “Urdindo palavras no silêncio dos dias” está marcado para o final da tarde desta quinta-feira, 28, nas instalações da Associação Caboverdeana de Lisboa.

Em relação aos próximos projectos, Vera Duarte revelou que já está a escrever e a preparar um livro de contos que provisoriamente está a chamar de “Contos infantis para adulto ler”, ou seja, são contos para crianças, mas que trazem “temáticas importantes” e que, eventualmente, até ao final deste ano estará disponível.

DR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos