Portugal: Embaixada e amigos lamentam morte do cabo-verdiano Óscar Monteiro em Bragança

Lisboa, 09 Mai (Inforpress) – A Embaixada de Cabo Verde em Portugal e amigos lamentam a morte do cabo-verdiano Óscar Monteiro, 38 anos, em Bragança, na noite deste domingo, na sequência de um acidente de viação com um motociclo naquela cidade portuguesa.

Em nota de pesar, a embaixada expressa ao Instituto Politécnico de Bragança (IPB), à família enlutada e amigos e à comunidade académica as suas “mais sentidas condolências” pelo falecimento do jovem cabo-verdiano Óscar Monteiro, funcionário e antigo aluno do IPB.

“Óscar Monteiro foi um membro activo do movimento estudantil em Bragança, organizador de eventos, treinador de futebol e reconhecido promotor da cultura africana na região”, lembra a embaixada, que já manifestou a sua inteira disponibilidade para prestar todo o apoio possível e que lhe for solicitado, como homenagem e reconhecimento pelo “seu trabalho abnegado desenvolvido em prol da comunidade estudantil, particularmente a cabo-verdiana”.

Da mesma forma, lembra de todo o apoio prestado à missão diplomática cabo-verdiana, estando certos que “muito contribuiu para o estreitamento das relações entre Cabo Verde e Portugal”.

Também os amigos, através das redes sociais, têm manifestado a tristeza pela morte do cabo-verdiano, como é o caso de Sónia Trigo, que escreveu não ter palavras, por não estar a acreditar, já que no sábado tinham estado juntos.

“(…), meu rapaz, Deus vai cuidar de ti como tu tens cuidado dos jovens que vêm de Cabo Verde para Bragança. Inacreditável. Descansa em paz, irmão”, diz Adilson Almeida.

Também Ives Didier lamenta o sucedido, considerando ser “uma perda enorme e irreparável” para todos os estudantes cabo-verdiano em Portugal, particularmente, estudantes de Bragança, já que foi uma pessoa que lutou sempre para integração, deu “suporte incondicional” para todo o pessoal que chega para estudar em Bragança.

“Bragança torna-se num modelo único na integração de estudantes cabo-verdiano em Portugal, uma referência para toda a associação de estudantes, devido à tua entrega, vários planos e projectos que melhoraram a comunidade académica de Bragança”, referiu Ives Didier.

Óscar Monteiro era treinador da equipa dos Estudantes Africanos em Bragança, que se dedica à prática de futebol naquela cidade, onde a comunidade académica está “em choque” pela morte do jovem muito conhecido.

Óscar Monteiro, que vivia há vários anos em Bragança para onde foi estudar no Instituto Politécnico, foi também presidente da Associação de Alunos Africanos.

Informações avançadas por fonte dos Bombeiros Voluntários de Bragança à imprensa local, dão conta que o óbito de Óscar Monteiro foi declarado no hospital de Bragança para a onde foi transportado com ferimentos muito graves que sofreu após a moto onde seguia se ter despistado numa rua daquela cidade.

Segundo a mesma fonte, “a vítima saiu de uma travessa no bairro das Cantarias, atravessou o separador central e bateu num muro. Foi transportado para o hospital com sinais vitais, mas acabou por não resistir aos ferimentos”.

DR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos