Portugal e Luxemburgo apoiam Cabo Verde na implementação do centro de coordenação marítima do Golfo da Guiné

 

Cidade da Praia, 31 Ago (Inforpress) – Portugal e Luxemburgo manifestaram hoje a disponibilidade em apoiar Cabo Verde na implementação do centro de coordenação e vigilância marítima na sub-região do Golfo da Guiné.

A informação foi confirmada em declarações à imprensa, pelo director-geral de Política de Defesa Nacional de Portugal, Nuno Pinheiro Torres, à saída da reunião trilateral entre Cabo Verde, Portugal e Luxemburgo, que decorreu hoje na Cidade da Praia.

“Cabo Verde tem uma grande responsabilidade na área da segurança marítima e na região do Golfo da Guiné, sendo que irá acolher o centro de coordenação e vigilância marítima da zona G”, realçou, confirmando que para a edificação desta estrutura o arquipélago vai ter todo o apoio necessário de Portugal e do Luxemburgo.

Nuno Pinheiro Torres assegurou que a concretização deste projecto é objecto desta cooperação trilateral que vai ser traçada e implementada a partir do próximo ano.

Entretanto, sublinhou que o seu país tem um conjunto de programas de cooperação com o arquipélago muito bem-sucedido, e está disponível para trabalhar e apoiar também o Luxemburgo na implementação das áreas prioritárias a serem desenvolvidas e acordadas muito brevemente com Cabo Verde.

Nuno Pinheiro Torres disse que Portugal está interessado em colaborar com o arquipélago a nível da força marítima e que a acção concertada e a ser desenvolvida entre os três países será uma “mais valia” para Cabo Verde.

Da parte de Cabo Verde, o director-nacional da Defesa, tenente coronel Paulo Lopes, disse que os primeiros passos foram dados com a identificação de sectores que concernem as partes e que a partir de agora vão trabalhar para estabelecer algo em concreto, para que no final deste ano o acordo trilateral seja assinado de modo a ser implementado em 2018.

“Todavia demos passos significativos, com a identificação de áreas e das questões que interessam os três países, sendo que Portugal e Luxemburgo se manifestaram disponíveis e toda a abertura para analisarmos com maior profundidade os assuntos ligados à formação e segurança marítima”, sublinhou.

Por seu turno, o director da Política e Defesa de Luxemburgo, Patrick Heck, assegurou que a sua visita a Cabo Verde tem por finalidade conhecer e inteirar das acções levadas a cabo pelo arquipélago a nível desses sectores, das necessidades, desafios e as ameaças que o país enfrenta.

“Vamos analisar e identificar quais são as áreas que podemos cooperar com o arquipélago”, disse, sublinhando que Luxemburgo está disponível em colaborar com Cabo Verde.

Por outro lado, garantiu que há grande possibilidade de o seu país financiar as acções a serem implementadas, mas também a disponibilizar especialistas neste sector.

Nuno Pinheiro Torres e Patrick Heck que se encontram em Cabo Verde para uma visita de trabalho, serão recebidos esta tarde pelo ministro da Defesa, Luís Filipe Tavares, e na sexta-feira, 01, visitam o Centro de Operações de Segurança Marítima.

AV/FP

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos