Porto Novo/seca: Aquilo que vimos no Planalto Norte e zona Sul choca e arrepia mesmo – líder da UCID

 

Porto Novo, 12 Nov (Inforpress) – O presidente da UCID, António Monteiro alertou hoje em Santo Antão, para “a situação dramática” por que passam as populações do Planalto Norte e zona Sul do Porto Novo, localidades afectadas, de forma particular, pelo mau ano agrícola.

O líder da União Cabo-verdiana Independente e Democrática, que falava a propósito de uma visita a Santo Antão iniciada este sábado, e que lhe permitiu deslocar-se já ao Planalto Norte e à zona Sul do Porto Novo, onde, segundo disse, pôde constatar o “drama” com que as famílias vivem, nesta altura, por causa da seca.

“Aquilo que vimos choca e arrepia mesmo. Pessoas a percorrerem quilómetros e mais quilómetros à procura de uma gota de água”, notou António Monteiro, que, na qualidade de deputado nacional, chamou também a atenção do Governo para “a necessidade urgente de se fazer aquilo que tem que ser feito” para acudir as populações.

Segundo o presidente da UCID, “não se pode continuar a ouvir o Governo a dizer que tem plano de emergência para socorrer as populações vítimas da seca, enquanto o gado está a morrer e as famílias estão desesperadas” à espera das acções prometidas pelas autoridades nacionais.

“O que vi nessas localidades drasticamente fustigadas pela seca, é de uma tristeza absoluta”, avançou António Monteiro, que este domingo esteve no Planalto Leste de Santo Antão, comunidade que, adiantou, “caminha também para uma situação dramática”.

“Espero que o Governo aja a tempo de impedir que aconteça no Planalto Leste aquilo que se está a verificar no Planalto Norte do Porto Novo”, avisou ainda Monteiro, propondo para isso ao Governo, que “faça funcionar” o plano de emergência de salvamento do gado e de mitigação da seca, para criar condições para que os criadores tenham água e ração para o gado.

A necessidade de o executivo cabo-verdiano apostar na geração de empregos, para que as famílias tenham rendimentos, constitui outra preocupação do presidente da UCID, que aproveitou a sua estada no Planalto Leste para propor a implementação de um programa de limpeza da florestal local, actividade que, a seu ver, podia gerar postos de trabalho para as famílias.

A floresta do Planalto Leste está “abandonada, e “a precisar de uma atenção especial”, no entender do líder da UCID, para quem “podia-se, então, limpar essa floresta e permitir a criação de empregos” para as populações locais.

António Monteiro chefia uma delegação do seu partido que, sábado, iniciou uma visita de três dias a Santo Antão, para constatar a situação socio-económica da ilha, tendo em conta o mau ano agrícola.

Além de auscultar as populações, o presidente da UCID que foi recentemente reeleito nas funções, fez esta deslocação a Santo Antão para encetar também encontros com as câmaras municipais e os membros da Comissão Política Regional (CPR) e dirigentes nacionais deste partido nesta ilha.

JM/FP

Inforpress/Fim

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos