Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo: Unidade de dessalinização para produção de 3.500 metros cúbicos/dia na forja para 2018

 

Porto Novo, 04 Dez (Inforpress) – Uma unidade de dessalinização de água do mar, capaz de produzir, diariamente, 3.500 metros cúbicos de água está entre os investimentos privados que poderão, já a partir de 2018, começar a ser implementados no Porto Novo, Santo Antão.

Este e outros investimentos foram já propostos às autoridades municipais que confirmam estar, já há algum tempo, a discutir com os investidores a realização dos projectos em carteira, numa altura em que Porto Novo está a ser muito cobiçado por investidores nacionais e internacionais.

Além da unidade de dessalinização, Brine Engineering Solution, empresa inglesa, especializada na criação de modelos de investimentos nos domínios da energia, água e agro-indústrias, pretende, também, instalar no Porto Novo um parque solar de cinco mega watts.

Trata-se de dois projectos interligados, segundo Brine Engineering Solution, com sede em Londres, que tem estado a discutir com a edilidade porto-novense a concretização dos investimentos, já a partir do ano que vem.

Esta empresa propõe, com o parque fotovoltaico, disponibilizar a energia para o funcionamento tanto da unidade de dessalinização, cuja água produzida destinar-se-á, sobretudo, à agricultura e pecuária, como do centro de expurgo do Porto Novo.

Essa infra-estrutura de tratamento e embalagem de produtos agrícolas, cujo funcionamento exige “elevados custos”, foi operacionalizada em 2013.

Uma representação de Brine Engineering Solution já esteve em Santo Antão a discutir com os responsáveis municipais aspectos que se prendem com a concretização dos investimentos no Poro Novo.

O ano de 2018 será ainda marcado, neste município santantonense, com a construção de, pelo menos, mais dois empreendimentos turísticos, que vão aumentar a capacidade de alojamento no Porto Novo, que se assume, cada vez mais, como destino de investimentos.

Na cidade do Porto Novo, vai ser erguida mais um residencial, segundo a edilidade porto-novense, enquanto no Tarrafal de Monte Trigo, um grupo de operadores locais aposta na construção de dez bengalós para atenuar o problema de alojamento turístico nessa localidade, um dos principais destinos turísticos em Santo Antão.

JM/JMV

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos