Porto Novo: Unidade de produção de gelo em Monte Trigo sem funcionar há seis meses – pescadores

Porto Novo, 01 Fev (Inforpress) – A unidade de produção de gelo em Monte Trigo, interior do Porto Novo, Santo Antão, está inoperante há seis meses, para a aflição dos operadores de pesca locais, a braço com o problema de conservação do pescado.

Instalada no âmbito do projecto de electrificação dessa localidade com base em energia solar, essa unidade deixou de funcionar a partir do momento em que a central fotovoltaica do Mente Trigo começou a ter problemas, com o aproximar do fim da vida útil das baterias.

Ou seja, essa unidade, capaz de produzir cerca de 500 quilos de gelo por dia, deixou de funcionar devido a problemas de energia eléctrica, que vinha sendo fornecida a partir da central fotovoltaica, explicou Adilson da Luz, representante dos pescadores.

A câmara do Porto Novo garante estar a articular com ao Governo com vista à recuperação da central fotovoltaica do Monte Trigo, que enfrenta “um momento crítico” com o aproximar do fim da vida útil das baterias.

Também na zona vizinha do Tarrafal, os pescadores locais têm tido dificuldades na conservarão do pescado, segundo o representante da associação dos pescadores, Carlos Pires.

A unidade do Tarrafal só consegue, neste momento, produzir 400 quilos de gelo por dia, enquanto as necessidades dos operadores andam à volta dos dois mil quilos/dia, avançou Carlos Pires.

No quadro do projecto integrado para Tarrafal e Monte Trigo, que tem como “foco principal” as pescas, o Governo já se comprometeu a “reforçar” as condições de conservação do pescado, nessas comunidades piscatórias.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos