Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Porto Novo: Técnicos holandeses trabalham na montagem de um plano de prevenção de ataques de cães ao gado caprino

Porto Novo, 06 Mai (Inforpress) – Técnicos holandeses estão a trabalhar na montagem de um plano de prevenção de ataques dos cães vadios ao gado, especialmente cabras e porcos, numa parceria com os criadores e serviços do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA).

Esses técnicos, ligados ao projecto “um cão, um amigo”, que está a ser implementado nos concelhos do Paul e Ribeira Grande de Santo Antão, vão estar no Porto Novo, entre finais de Maio e princípios de Junho, para um estudo sobre os ataques ao gado por parte de cães vadios e montar um plano de prevenção desta problemática.

A coordenadora do projecto,Iris van Maarschalkerwaart,explica queo estudo, que se insere no plano, trará medidas práticas a tomar para prevenir conflitos entre cães e o gado, além do manejo sustentável, eficaz e humano da população canina e educação sobre a propriedade responsável de cães.

No âmbito do projecto “um cão, um amigo” está-se a desenvolver no Porto Novo, em cooperação com o Ministério da Educação, acções de educação sobre propriedade responsável de cães prevendo-se que, em Outubro, um grupo de veterinários holandeses esteja neste município para castrações.

O projecto “um cão, um amigo”, iniciado em 2019 com a castração de “centenas” de cães no Paul e na Ribeira Grande, surgiu da iniciativa de um grupo de cidadãos holandeses que, de visita a Santo Antão, constatou a existência de “muitos cães em situação de abandono”.

Com este projecto prevêem castrar cerca de 1.500 cães nos próximos cinco anos em toda a ilha de Santo Antão como forma de “reduzir ao máximo a quantidade de cães abandonados” nos três municípios da ilha.

A problemática dos cães vadios tem estado no centro das preocupações dos criadores de gado, MAA e das autoridades municipais no Porto Novo, que admitem recorrer à caça e abate desses cães que têm estado a dizimar o gado caprino, neste concelho.

O delegado do MAA, Joel Barros, disse aguardar “com alguma ansiedade” a vinda dos técnicos holandeses com vista a encontrar uma solução para o problema, evitando, assim, chegar à situação extrema de abate dos cães, que estão a matar o gado.  

JM/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos