Porto Novo/Tarrafal: Unidade de produção de gelo paralisado há dois meses, segundo pescadores

Porto Novo, 03 Mai (Inforpress) – A unidade de produção de gelo no Tarrafal de Monte Trigo, Porto Novo, Santo Antão, que tem estado, nos últimos anos, a funcionar de forma condicionada, está paralisado há dois meses, informou a associação local dos pescadores.

Carlos Pires, representante da Associação dos Pescadores do Tarrafal de Monte Trigo, confirmou que a unidade de produção de gelo está inoperante desde os princípios de Março devido à uma avaria da máquina, que já vinha funcionando “com dificuldades” nos últimos anos, produzindo menos de 50 por cento (%) da sua capacidade.   

Conforme este responsável, neste momento, não há condições para a conservação do pescado no Tarrafal de Monte Trigo, situação que obriga os pescadores a se deslocarem à cidade do Porto Novo ou a São Vicente à procura do gelo para conservar o pescado.

Carlos Pires explicou que a máquina de gelo carece de uma peça que tem de ser adquirida no exterior, mas disse que os operadores de pesca têm garantias do Governo de que Tarrafal de Monte Trigo terá “em breve” nova unidade de conservação do pescado.

Além da falta de condições de conservação do pescado, que obriga os operadores a comprar o gelo na cidade do Porto Novo ou em São Vicente, o líder associativo alertou ainda para a necessidade de criar as condições para o tratamento do pescado no Tarrafal de Monte Trigo.

Para este ano, a autarquia porto-novense tem inscrito no seu plano de investimentos projectos estimados em 20 mil contos nas pescas, mais precisamente a conclusão do mercado de peixe municipal, na construção de abrigos de suporte à actividade pesqueira e no empoderamento da classe.

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos